Salvador: especialistas debatem automutilação em crianças e adolescentes

Salvador: especialistas debatem automutilação em crianças e adolescentes

Audiência pública foi convocada pelo vereador Luiz Carlos de Souza (PRB) e chamou a atenção para um problema que tem crescido na cidade

Salvador (BA) – Hebiatras, psicopedagogos, conselheiros tutelares e outros especialistas se reuniram na noite de quinta-feira (1º), no auditório do Centro de Cultura da Câmara Municipal de Salvador, para debater a automutilação em crianças e adolescentes. A audiência pública foi convocada pelo vereador Luiz Carlos de Souza (PRB) e chamou a atenção para um problema que tem crescido cada vez mais entre as crianças e jovens.

O republicano lembrou que tramita na Casa Legislativa um projeto de lei de sua autoria que sugere a realização de palestras sobre o tema nas escolas municipais, para conscientizar os estudantes. “É um problema que vem afligindo a nossa juventude. Precisamos descortinar isso. O meu projeto visa oportunizar a prefeitura a fazer convênios com instituições que lidam com esse problema e que, às vezes, querem adentrar às escolas para auxiliar os estudantes, pais e professores, mas não conseguem porque não há instrumento legal para isso”, explicou Luiz Carlos.

Já a hebiatra e presidente do Departamento de Adolescência da Sociedade Baiana de Pediatria (Sobape), Sandra Plessim, afirmou que os transtornos de comportamento dos jovens, como a automutilação, se tornaram um problema de saúde pública.

“Os estudos mostram que entre os jovens de 13 a 14 anos, de 4% até 45,6% vão estar praticando essas autolesões, sem ideação suicida. Na maior parte das vezes eles usam objetos pontiagudos e cortantes, com facas, agulhas, giletes e lâminas de barbear”, revelou Plessim. Para a especialista, nem toda criança ou jovem que se automutila tem depressão ou quer se suicidar. Por isso, ela defende a necessidade de encaminhamento para especialistas, com o intuito de identificar de onde vem essa vontade de se autolesionar e tratar o problema. Na plateia, jovens relataram suas histórias com a automutilação e como conseguiram superá-la.

Também participaram a mesa do debate o deputado estadual Jurailton Santos (PRB-BA), criador do movimento “Basta” de combate à automutilação e suicídio; a vereadora licenciada e titular da Secretaria Municipal de Políticas para Mulheres, Infância e Juventude (SPMJ), Rogéria Santos (PRB); o pastor Túlio Lopes, responsável pela Força Jovem Universal; a delegada Ana Crícia , titular da Delegacia Especializada de Repressão a Crime contra Criança (Derca); a assistente social Suzana Esteves, da Fundação Cidade Mãe; a conselheira tutelar Vânia Felzemborgue; a psicopedagoga Meire Jane Queirós; a representante do Centro de Atenção Psicosocial (CAPS II), Katarina Lobo, além de Jamile Dias, representante da Secretaria Municipal da Educação (SMED).

Texto e foto: Ascom – vereador Luiz Carlos

Eu repórter republicano

Quer ser um repórter republicano e ver sua matéria publicada no Portal PRB? É muito simples. A Agência PRB Nacional disponibiliza um contato direto para receber todo o conteúdo (textos e fotos). Anote aí o e-mail: pautas@prb10.org.br. Viu como é fácil? Agora é só participar e nos ajudar a manter esse canal sempre atualizado.

REPORTAR ERRO

Informar erro

COMPARTILHE

FALE CONOSCO

O Republicanos está de portas abertas para ouvir você

Sugestões, críticas, dúvidas e elogios

faleconosco@republicanos10.org.br

FALE COM O PARLAMENTAR

Nesta semana, envie sua mensagem para a deputada federal Rosangela Gomes (Republicanos-RJ):

E-mail (clique aqui)
ou
(61) 3215-5438

QUEM É QUEM

Conheça as lideranças do Republicanos

CONFIRA

EU REPÓRTER

Deseja indicar uma matéria para sair aqui no Portal Republicanos?

pautas@republicanos10.org.br

RECEBA NO SEU E-MAIL

Enviamos para seu email os destaque da semana.
Faça parte do Boletim 10!

Respeitamos seu email. Não gostamos de SPAM.

Você foi inscrito com sucesso!

Pin It on Pinterest

Receba as novidades do PRB no seu e-mail

Boletim 10: enviado às segundas-feiras. Não enviamos spam.