Fidelidade partidária – Parte 2

Marcos Pereira reafirma que os infiéis e desleais não serão tolerados no PRB

Publicado em 22/09/2014 - 00:00

Na semana passada eu escrevi sobre fidelidade partidária.

Se você não leu ainda, então leia aqui.

Por causa desta posição que tomamos, isto é, a de NÃO TOLERAR os infiéis aos princípios republicanos, especialmente aqueles que neste período eleitoral têm demonstrado deslealdade ao partido e aos candidatos do partido, recebi várias manifestações que demonstraram o que tem ocorrido pelo Brasil afora.

Gostaria de ressaltar que os infiéis e desleais não serão, em hipótese alguma, tolerados e desde já quero deixar claro que iremos reestruturar o PRB em todos os municípios que esta infidelidade e deslealdade for detectada e comprovada, porque não queremos pessoas descompromissadas em nossos quadros.

Aqueles que não demonstrarem compromisso partidário e com a coisa pública, mais cedo ou mais tarde sairão do nosso meio, pois serão descobertos e eliminados ou desistirão, desanimarão e sairão espontaneamente, porque não vou descansar enquanto não ver pessoas fiéis, leais e comprometidas com os objetivos do partido empunhando a bandeira republicana.

O brasileiro tem um péssimo hábito de tudo tolerar. Veja a frase abaixo, de autoria de Cícero, filósofo romano:

“O hábito de tudo tolerar pode ser a causa de muitos erros e de muitos perigos.”

PRB tem um projeto claro. Um projeto de curto, médio e longo prazo, e, para a execução e realização deste projeto, precisamos que somente os verdadeiramente comprometidos sejam investidos de cargos e responsabilidades nos quadros do partido.

Boa semana a todos.

Marcos Pereira

Presidente Nacional do PRB

Reportar Erro