Saiba quais são os documentos para votar em 2020

Devido à pandemia de Covid-19, além dos documentos, veja o que é obrigatório e o que é recomendado pela Justiça Eleitoral

Publicado em 13/11/2020 - 09:00

Brasília (DF) – No domingo, dia 15 de novembro, quase 148 milhões de eleitores poderão votar para escolher vereadores, prefeitos e vice-prefeitos nas 26 unidades da Federação. As eleições ocorrem em um cenário diferente devido à pandemia de Covid-19. Portanto, os eleitores devem ficar atentos às recomendações da Justiça Eleitoral.

Para evitar contágio entre eleitores e mesários, os locais de votação estarão organizados de acordo com as orientações do Plano de Segurança Sanitária das Eleições 2020, elaborado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), conforme as recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS) e com consultoria da Fiocruz e dos hospitais Sírio Libanês e Albert Einstein.

Quais documentos para votar em 2020?

Para quem não tem a biometria, será necessário levar um documento oficial com foto. A orientação da Justiça Eleitoral é de que o eleitor utilize o aplicativo E-Título, mas, caso não consiga, poderá levar algum documento com foto que o identifique: carteira de categoria profissional reconhecida por lei, carteira de identidade, carteira nacional de habilitação (CNH), carteira de trabalho ou passaporte. Nessa situação, se o mesário não conseguir identificá-lo por meio do documento apresentado, pode ser necessário que o eleitor tenha que abaixar a máscara para facilitar a verificação.

Para evitar o manuseio nos documentos de papel, o eleitor pode baixar o E-Título e realizar o cadastro na plataforma. A ferramenta está disponível nas plataformas iOS e Android, mostra a via digital do título eleitoral e permite agora visualizar a foto do cidadão. Dessa forma, o E-Título digital funcionará como documento oficial para ingressar na seção eleitoral e conseguir votar.

Para evitar o contágio pelo novo coronavírus (Covid-19), a Justiça Eleitoral recomenda que cada um tenha sua própria caneta. Caso o eleitor não leve, haverá uma para uso coletivo, e os mesários serão orientados a higienizá-las com álcool 70% antes e depois do uso.

Qual o horário de votação? 

O horário de votação foi ampliado em uma hora, e acontecerá das 7h às 17h. O TSE orienta que o horário das 7h às 10h seja preferencial para pessoas acima de 60 anos, um dos grupos considerados de risco para o coronavírus.

O que é proibido no dia da votação

Segundo a legislação eleitoral, é proibido divulgar propaganda de partido político ou de candidatos no dia da votação e servidores da Justiça Eleitoral também não podem utilizar vestuário ou objeto com propaganda de partidos, coligação ou candidato. Também são proibidos o uso de alto-falantes, comício, carreata e derrame de santinhos ou outro material impresso próximo aos locais de votação.

Já a manifestação individual com uso de bandeiras, broches, dísticos, adesivos e camisetas pelos eleitores é permitida.

Como consultar o local de votação?

É possível consultar a zona e a seção eleitoral pelo site do TSE ou dos TREs de cada estado pelo nome, pelo título de eleitor ou pelo número de CPF.

Como evitar o contágio por coronavírus em superfícies durante a votação?

O TSE alterou protocolos para reduzir o contato com superfícies nas eleições. A identificação biométrica foi excluída no dia da votação.

A consultoria sanitária recomendou essa mudança para além de diminuir o risco de contágio em superfícies evitar a formação de filas e aglomerações, já que o protocolo é um dos mais demorados nas etapas de votação.

Sem a biometria, a confirmação da identidade do eleitor será feita mediante assinatura do caderno de votação. O recebimento do comprovante de votação passará a ser facultativo e entregue só mediante solicitação do eleitor.

Por Agência Republicana de Comunicação – ARCO, com informações do TSE
Foto: Rafael Neddermeyer / Fotos Públicas

 

Conheça o Espaço do Candidato Republicano

Na página exclusiva, você encontra modelos de materiais de propaganda, dúvidas frequentes, E-book do Candidato Republicano, orientações sobre a legislação eleitoral, dicas para campanha nas redes sociais e outros. Acesse agora e aproveite ao máximo tudo que preparamos para ajudar você durante a campanha.

Reportar Erro