Republicanos querem urgência na votação do piso da enfermagem

Proposta garante remuneração mínima inicial para enfermeiros de R$ 4.750

Publicado em 23/03/2022 - 14:35

Brasília (DF)– A bancada do Republicanos na Câmara votou a favor do requerimento de urgência para o Projeto de Lei 2564/20, que fixa o piso salarial nacional para as carreiras de enfermagem (enfermeiro, técnico e auxiliar) e da parteira. A proposta, de autoria do Senado Federal, foi aprovada, nesta terça-feira (22), com 458 votos favoráveis e 10 contrários.

A republicana Aline Gurgel (AP) comemorou a aprovação. “Hoje é um dia histórico. Votei com o partido a favor desta classe composta em sua grande maioria por mulheres. Agora, vamos lutar para aprovação do mérito, neste plenário”, disse em discurso durante a votação.

Para o deputado Marcelo Squassoni (Republicanos – SP), a votação da matéria vem em momento oportuno como forma de reconhecimento ao trabalho dos profissionais durante a pandemia de Covid. “É hora de reconhecer o mérito dos nossos enfermeiros, técnicos de enfermagem e demais profissionais da categoria – que muito têm feito por nós ao longo desta pandemia”, observou.

A deputada Marina Santos (Republicanos – PI) também ressaltou o trabalho dos enfermeiros que, na sua avaliação, são imprescindíveis para o funcionamento adequado do Sistema Único de Saúde (SUS). “Como médica, acompanho de perto a luta dos colegas da saúde e sei o quanto são merecedores de salário mais digno”, afirmou.

De acordo com a proposta, o valor mínimo inicial para os enfermeiros será de R$ 4.750 em todo o país pelos serviços de saúde públicos e privados. O mérito do texto será analisado em abril.

Texto: Fernanda Cunha, com edição de Mônica Donato / Ascom da Liderança do Republicanos na Câmara
Fotos: Douglas Gomes

Reportar Erro
Send this to a friend