Republicanas participam do lançamento do programa “Salve uma Mulher”

Programa busca envolver todas as categorias profissionais no enfrentamento à violência

Publicado em 03/10/2019 - 00:00

Brasília (DF) – O Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos lançou, na manhã desta quinta-feira (3), o programa “Salve uma Mulher”, que busca envolver todas as categorias profissionais no enfrentamento à violência. A ministra Damares Alves e a secretária nacional de Políticas para as Mulheres, Cristiane Britto (Republicanos), adiantaram que os apoiadores vão poder contar com um selo que os identificam como instituição parceira do programa.

Republicanas participam do lançamento do programa “Salve uma Mulher”Na avaliação da deputada federal Rosangela Gomes (Republicanos-RJ), a atitude do Governo Federal é inovadora por reunir tantos agentes da sociedade civil numa só iniciativa. “Correios, Ministério da Saúde, defensorias públicas, câmaras municipais, secretarias da mulher, instituições civis, como a Virada Feminina, mais de dois milhões de salões de beleza, e tantas outras aqui presentes, são a prova de que, juntos, somos mais fortes. Estamos falando de agentes multiplicadores que estarão na ponta ajudando a noticiar à autoridade policial sobre casos de violência”, comentou Rosangela.

Damares Alves foi enfática: “começo dando um recado aos agressores: acabou para vocês”. A ministra destacou a participação dos Correios e do Ministério da Saúde. “Cada funcionário dos Correios será treinado para identificar e orientar a mulher que estiver sob algum tipo de violência doméstica. O Ministério da Saúde também vai capacitar 340 mil agentes de saúde para que eles sejam capazes de identificar mulheres em situação de violência”, informou.

Republicanas participam do lançamento do programa “Salve uma Mulher”A deputada federal Maria Rosas (Republicanos-SP) também acredita que o programa será fundamental para coibir a violência física e psicológica que tem vitimado tantas mulheres no país. “A violência doméstica não é uma questão somente das mulheres e sim, de todo o país. É nisso que consiste o programa: uma ação conjunta e solidária entre empresas e sociedade para auxiliar mulheres que estão vivenciando agressões de todos os tipos”, disse.

Republicanas participam do lançamento do programa “Salve uma Mulher”A republicana Cristiane Britto, disse que o lançamento do programa é apenas o início de um trabalho que será realizado com compromisso, responsabilidade e empatia. “Acreditamos que para construir políticas públicas é preciso envolvimento para entender a dor dessas mulheres. Nós temos mais seis projetos em andamento e apresentaremos eles em breve. Hoje é um dia muito especial para nós. É dia de ação. ‘O Salve uma Mulher’ é a ferramenta que desenvolvemos para transformar solidariedade em um grande movimento de mudança”, afirmou.

Texto: Mônica Donato / Ascom – Liderança do Republicanos
Fotos: Douglas Gomes

Reportar Erro