Projeto de Gilberto Abramo inclui o símbolo do autismo em placas de prioridade

“Pessoas com autismo necessitam de condições especiais. Além disso, a conscientização por parte da sociedade faz toda a diferença em várias situações”, destaca o republicano

Publicado em 04/04/2019 - 00:00

Brasília (DF) – A Câmara dos Deputados analisa o Projeto de Lei nº 1624/2019, de autoria do deputado federal Gilberto Abramo (PRB-MG), que propõe a utilização do laço colorido, símbolo universal da conscientização do autismo, nos locais de atendimento e serviços públicos.

O republicano destacou que o acesso ao atendimento prioritário nos serviços públicos, bem como a reserva de assento nos transportes coletivos estão garantidos em lei federal para pessoas com deficiência, idosos, gestantes, lactantes, obesos e pessoas com criança no colo. “É comum ver nos locais a devida identificação sobre quem tem esses direitos, mas não para pessoas com transtorno do espectro autista”, comentou.

Para Gilberto Abramo, o texto visa contribuir para garantir os direitos do autista, fazendo valer a legislação. “É imprescindível a utilização do símbolo. Pessoas com autismo necessitam de condições especiais. Além disso, a conscientização por parte da sociedade faz toda a diferença em várias situações”, reforçou o deputado do PRB, ao lembrar que no país mais de dois milhões de brasileiros sofrem com autismo, e muitos sem diagnóstico.

Texto: Lélia Queiroz / Ascom – PRB Minas Gerais
Edição: Laíze Andrade / Ascom – Liderança do PRB
Foto: Cedida

Reportar Erro