Instalação de ecobarreiras nas redes hidrográficas poderá ser obrigatória

Autor do projeto, deputado federal Vavá Martins (PRB-PA) afirma que o objetivo é conter o escoamento de resíduos sólidos que poluem riachos, córregos e que podem chegar em alto mar

Publicado em 17/04/2019 - 00:00

Brasília (DF) – O deputado federal Vavá Martins (PRB-PA), membro da Comissão de Meio ambiente e Desenvolvimento Sustentável, da Câmara dos Deputados, protocolou na última segunda-feira (15), o Projeto de Lei 2.293/2019, que dispõe sobre a obrigatoriedade de instalação de Sistema de Ecobarreiras nas redes hidrográficas.

O objetivo, segundo o republicano, é conter o escoamento de resíduos sólidos ou flutuantes que poluem riachos, córregos e podem chegar em alto mar, prejudicando o turismo e a fonte de renda de inúmeros trabalhadores, como os pescadores, além de causar danos ambientais muitas vezes irreversíveis a vida aquática.

“Infelizmente são mais de 8 milhões de toneladas de plásticos que acabam nos oceanos todos os anos e, nesse ritmo, haverá mais plásticos do que peixes até 2050 e com as ecobarreiras esse número irá diminuir significativamente, pois há locais que chegam à acumular duas toneladas de resíduos e isso precisa mudar o quanto antes”, explicou Vavá Martins.

Pelo projeto, as áreas onde as ecobarreiras serão instaladas passarão por uma triagem, pois nos arredores haverá um trabalho de conscientização, afim de unir o poder público à população, para evitar o descarte irregular de lixo. Além disso, os resíduos retirados dos rios e outros afluentes, poderão ser reaproveitados por cooperativas, gerando assim emprego e renda, diminuindo os impactos ambientais.

Texto: Ascom – deputado federal Vavá Martins
Edição: Agência PRB Nacional
Foto: Vavá Martins

Reportar Erro