Eleito 1º vice-presidente da CCJ, Marcos Pereira defende Reforma Tributária

Para o deputado, novas regras tributárias vão trazer segurança jurídica, previsibilidade e investimentos

Publicado em 16/03/2021 - 20:31

Brasília (DF) – O deputado federal Marcos Pereira (Republicanos-SP) foi eleito primeiro vice-presidente da Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJC) da Câmara dos Deputados, nesta terça-feira (16). A deputada federal Bia Kicis (PSL-DF) é a presidente do colegiado e os deputados Darci de Matos (PSD-SC) e Lucas Vergilio (Solidariedade-GO), 2º e 3º vice-presidentes, respectivamente.

Marcos Pereira destacou a importância da Reforma Tributária que, na sua avaliação, é a principal pauta prioritária. “A Reforma da Previdência foi importante, a Reforma Administrativa também é, e a PEC emergencial, aprovada na semana passada, tem sua relevância, mas a Reforma Tributária é a mãe de todas as reformas porque vai trazer segurança jurídica, previsibilidade, atrair investimentos e gerar emprego e renda”, argumentou.

O parlamentar adiantou que as mudanças no sistema tributário nacional já estão sendo discutidas. “Hoje tive uma reunião com o presidente Arthur Lira e representantes do setor produtivo. A nossa expectativa, assim como a do presidente do Senado Rodrigo Pacheco, é aprovar a Reforma Tributária ainda neste ano, dentro de seis ou oito meses”, afirmou.

Eleição do deputado Marcos Pereira para vice-presidência da CCJC

Presidente do Republicanos, Marcos Pereira é ex-ministro da Indústria e Comércio Exterior, e está em seu primeiro mandato na Câmara, onde foi primeiro vice-presidente da Mesa Diretora da Casa, função que, para o líder Hugo Motta (Republicanos-PB), o consolidou como um dos principais nomes do Congresso, sobretudo no que diz respeito à temperança e diálogo.

“Ano passado, um dos anos mais difíceis deste Parlamento, o Brasil pôde conferir as qualidades de Marcos Pereira em mediar debates e ponderar decisões de maneira assertiva. Dada a relevância desta comissão e o momento delicado que ainda estamos vivendo, não vejo melhor nome para o cargo”, disse Hugo Motta.

Por fim, Marcos Pereira se dirigiu aos integrantes da comissão: “Contem com meu apoio e lealdade, sejam vocês da direita, esquerda ou centro. Todos poderão contar com minha serenidade e interlocução como foi durante os dois anos em que exerci a vice-presidência da Câmara e do Congresso Nacional”, assegurou.

Saiba mais – CCJC

A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania é uma das mais importantes da Câmara. Todos os projetos de lei em discussão no plenário são analisados pela CCJC à luz da Constituição Federal.

Texto: Fernanda Cunha, com edição de Mônica Donato / Ascom – Liderança do Republicanos
Fotos: Douglas Gomes

Reportar Erro
Send this to a friend