E após a pandemia, como ficaremos?

Artigo escrito por Marias Rosas, deputada federal pelo Republicanos São Paulo

Publicado em 02/06/2020 - 14:18

A Covid-19 mudou nossas vidas. E não estou falando somente da alteração da rotina em tempos de distanciamento, mas me refiro às mudanças mais profundas, que devem moldar a realidade à nossa volta e as nossas vidas depois do pico alto do coronavírus.

E após a pandemia, como ficaremos?As transformações são inúmeras e passam pela política, economia, modelos de negócios, relações sociais, cultura, psicologia social e a relação com a cidade e o espaço público. Um novo olhar também para o trabalho remoto, para a educação à distância, pela busca por sustentabilidade e pela cobrança, por parte da sociedade, para que as empresas sejam mais responsáveis do ponto de vista social.

Certamente, a pandemia também já provoca mudanças de valores, de senso de segurança e de higiene pessoal e, alguns arriscam a dizer que a tendência é que esses hábitos continuem. 

Segundo especialistas, os cuidados com a saúde e o bem-estar devem se estender aos locais públicos, especialmente os fechados, pois o receio de locais com aglomeração deve permanecer. Já a tecnologia ganha cada vez mais espaço e estará ao serviço da educação e dos negócios.

Até mesmo as campanhas eleitorais já se adaptaram à nova realidade. Neste mês de maio, o Tribunal Superior Eleitoral acolheu a viabilidade da realização das convenções partidárias pela internet. O posicionamento é em resposta a uma consulta eleitoral feita pelo Republicanos.

Continuo firme com as minhas convicções e trabalhando com compromisso para que o futuro seja positivo, de esperança e de fé para todos os brasileiros.

*Maria Rosas é deputada federal pelo Republicanos São Paulo

Reportar Erro