Aprovado: Republicanos apoia projeto que beneficia agricultura familiar

Fomento, renegociação das dívidas e crédito serão direcionados para um dos setores mais afetados pela pandemia

Publicado em 08/06/2021 - 21:33

Brasília (DF) – Com o intuito de auxiliar agricultores familiares prejudicados pela pandemia de Covid-19, a Câmara dos Deputados aprovou o Projeto de Lei 823/21, durante sessão nesta terça-feira (8). Além de prorrogação ou renegociação de dívidas, a proposta promove fomento emergencial de R$ 2.500,00 (dois mil e quinhentos reais) a R$ 3.500,00 (três mil e quinhentos reais), cria linha de crédito a juros de 0% ao ano e o Programa de Atendimento Emergencial à Agricultura Familiar (PAE-AF), entre outros. As medidas devem ser adotadas até 31 de dezembro de 2022.

“Aprovar esta matéria é o mínimo que fazemos em agradecimento aos agricultores, cujo trabalho, durante a pandemia, foi um dos que não pôde parar”, ressaltou o líder Hugo Motta (Republicanos – PB). Segundo dados da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura, 70% dos alimentos que consumimos vêm da agricultura familiar.

Para Hugo Motta, trazer esse tema para discussão no plenário é também uma oportunidade de refletirmos sobre o papel do agricultor no funcionamento da sociedade. “Precisamos reconhecer a importância do homem do campo, que viabiliza a comida que chega às nossas mesas todos os dias, muitas vezes em condições precárias de saúde e submetidos à baixa remuneração, situação que foi agravada com a pandemia”, acrescentou.

Texto: Fernanda Cunha, com edição de Mônica Donato / Ascom – Liderança do Republicanos na Câmara
Foto: Douglas Gomes

Reportar Erro
Send this to a friend