Aprovado projeto que exige ponto de atendimento ao consumidor em aeroportos

Proposta de Jorge Braz propõe que estruturas físicas sejam obrigatórias nas capitais; demais aeroportos poderão instalar equipamentos de autoatendimento

Publicado em 25/06/2021 - 09:54

Brasília (DF) – A Comissão de Defesa do Consumidor da Câmara dos Deputados aprovou nesta quinta-feira (24) proposta que torna obrigatória a instalação de unidades do Serviço de Proteção ao Consumidor (Procon) em aeroportos brasileiros.

Como alternativa, no entanto, o texto permite a instalação de equipamentos de autoatendimento ou a oferta de sites e aplicativos que recebam e registrem reclamações, as quais deverão ser respondidas em até 15 dias.

A proposta original, Projeto de Lei 64/19, dos deputados Weliton Prado (Pros-MG) e Aliel Machado (PSB-PR), obrigava a instalação de unidades do Procon em todos os aeroportos brasileiros.

Ao analisar a matéria, o relator no colegiado, deputado Jorge Braz (Republicanos-RJ), incluiu formas alternativas de cumprir a obrigação.

“Estamos permitindo que essa obrigação seja cumprida também por meio da instalação de equipamentos de atendimento, tipo totem ou similar, e pela oferta de aplicativos ou sites que atendam as demandas do consumidor, estabelecendo um prazo de resposta”, explicou.

Braz manteve a alteração aprovada anteriormente pela Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público que prevê a instalação das estruturas apenas em aeroportos localizados nas capitais estaduais e no Distrito Federal ou ainda em terminais com movimentação anual superior a dez milhões de passageiros por ano.

Tramitação

A proposta tramita em caráter conclusivo e ainda será analisada pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Fonte: Agência Câmara de Notícias
Foto: Luis Macedo – Câmara dos Deputados
Edição: Agência Republicana de Comunicação – ARCO

Reportar Erro
Send this to a friend