Acompanhados, vamos mais longe

Tema inadiável e fundamental

É o momento de pensarmos no que é melhor para o país a curto, médio e longo prazos, pois os números realmente não são favoráveis

Publicado em 08/05/2017 - 00:00

Olá, republicanos.

Foi uma semana de decisões muito importantes, dentre as quais, destaco a Reforma da Previdência, que foi aprovada na Comissão da Câmara dos Deputados na última quarta-feira (3). Com esta etapa concluída, agora encaminhada para o plenário da Câmara, depois para o Senado e uma vez aprovada, poderá ser sancionada pelo presidente da República.

Muitas são as opiniões sobre o assunto e precisamos respeitá-las, mas a Reforma da Previdência é necessária, o déficit é preocupante, o Brasil tem gastos com benefícios previdenciários  dispendiosos, a tributação é muito alta, dor de cabeça para toda a sociedade.

Entre tantas preocupações em relação ao tema, destaco a questão do envelhecimento da população. Se, hoje, com o país com pouco mais de 8% da população acima de 65 anos já está complicado, imaginem daqui a 30 anos, quando as pessoas começarem a receber os benefícios? A conta definitivamente não vai fechar.

É o momento de pensarmos no que é melhor para o país a curto, médio e longo prazos, pois os números realmente não são favoráveis.

O escopo da Previdência não condiz com a realidade econômica do Brasil. Quando foi idealizada há décadas, a ideia era que os aposentados fossem sustentados pelos trabalhadores na ativa. Imaginem que, em 1940, a expectativa de vida das pessoas era menor, de apenas 45,5 anos. Em 2015, chegava a 75,5. A disparidade é muito grande. É preciso entender a importância da Reforma Previdenciária como algo inadiável e fundamental.

Nós, do PRB, caminhamos e nosso olhar é abrangente, queremos a mudança deste país. Esta semana, estive com o prefeito Marcelo Crivella no Tesouro Nacional para tratarmos da renegociação de dívidas da cidade do Rio de Janeiro. A questão é urgente, pois são muitas as dívidas deixadas pela gestão anterior. Precisamos traçar caminhos que visam a retomada do crescimento.

Acompanhei o ministro da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC), Marcos Pereira, na última terça-feira (2), no Rio de Janeiro, em algumas agendas. Na ocasião, ele empossou 70 examinadores, servidores do Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI) do concurso de 2014.

Outro compromisso, foi a reunião em que a Financiadora de Estudos e Projetos (FINEP) e o MDIC fecharam parceria para setores estratégicos, o que significa a união de esforços para a inovação de alguns setores considerados estratégicos para o Brasil. Tais compromissos confirmam o trabalho incansável do ministro em prol do crescimento do país.

Você que participa e confia em nosso trabalho saiba que, para nós do PRB, a prioridade é trabalhar para que o Brasil volte aos trilhos. Não será fácil, mas temos que ir adiante. Contaremos sempre com vocês.

Senador Eduardo Lopes
Presidente Nacional do PRB (Interino)

Reportar Erro