‘Então era mentira?’

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva declarou na semana passada, de acordo com a imprensa, durante encontro com religiosos na sede do seu instituto, em São Paulo, que a presidente Dilma Rousseff teria “mentido” para ganhar a eleição em outubro passado. Revelação grave. Num momento de sinceridade extrema, ele disse que Dilma prometeu não

Publicado em 06/07/2015 - 00:00

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva declarou na semana passada, de acordo com a imprensa, durante encontro com religiosos na sede do seu instituto, em São Paulo, que a presidente Dilma Rousseff teria “mentido” para ganhar a eleição em outubro passado. Revelação grave.

Num momento de sinceridade extrema, ele disse que Dilma prometeu não mexer nos direitos do trabalhadores “nem que a vaca tussa”, mas que mexeu; que não faria ajustes na economia (aumento de impostos) porque isso “é coisa de tucano (do PSDB)”, mas fez. Entre outras coisas mais.

O governo do PT atravessa a pior crise desde que o partido chegou ao poder no Brasil, em 2003. Aumento de impostos, inflação acima do previsto, onda de desemprego e denúncias de corrupção sem precedentes derrubaram a aprovação tanto de Dilma quanto de Lula.

Internamente o governo não se entende. O PT está evidentemente rachado, com revelações públicas do próprio Lula de que sua pupila, Dilma, não escuta ninguém e não tem dado “boas notícias ao Brasil”. Se há essa confusão entre eles, como exigir apoio de partidos aliados?

Há outros partidos políticos próximos ao governo que querem fazer um bom trabalho, não resta dúvida. Mas não são poucas as vezes que eles enfrentam resistências dentro do próprio governo. Parece que há forças contrárias trabalhando para que tudo dê errado. Dá pra acreditar?

Essas pessoas não entendem que quem perde com esse tipo de postura é o povo brasileiro. O país não pode mais ser alvo de disputas entre vermelhos e azuis, entre classes sociais, raças e credos religiosos. Somos uma nação, e precisamos resistir a tudo isso como nação.

É hora de uma nova liderança política surgir para colocar a casa em ordem. Alguém que olhe para o Brasil e enxergue além das próximas eleições. Um homem ou mulher temente a Deus de verdade e que acabe (ou no mínimo diminua) com tanta corrupção. Será possível?

Espero poder contribuir nesse resgate da prática da boa política no país. Essa boa política que está se perdendo devido a tantos escândalos e que tem distanciado o cidadão de bem da vida pública. É hora de reagir. Você pode e deve participar desse processo. A luta está só começando. Vamos juntos!

 

Marcos Pereira

Presidente Nacional do PRB

Reportar Erro