Wagner Montes votou pelo fim do RAS compulsório para policias civis e militares do RJ

Wagner Montes vota pelo fim do RAS compulsório para policias civis e militares do RJ

“A aplicação do Regime Adicional de Serviço, sem anuência do servidor, só deve acontecer em situações de calamidade pública e durante realização de grandes eventos”, diz republicano

Publicado em 05/11/2018 - 00:00

Wagner Montes votou pelo fim do RAS compulsório para policias civis e militares do RJ
“A aplicação do Regime Adicional de Serviço, sem anuência do servidor, só deve acontecer em situações de calamidade pública e durante realização de grandes eventos”, diz republicano

Rio de Janeiro (RJ) –  O deputado estadual Wagner Montes (PRB-RJ) votou pelo fim da aplicação do Regime Adicional de Serviço (RAS) de forma compulsória por parte das polícias militar e civil. O texto foi aprovado no mês passado e seguiu para avaliação do governador do estado.

“Votei sim ao fim do ‘RAS compulsório'”. O projeto de lei de autoria do deputado Paulo Ramos é maravilhoso e regula a aplicação do Regime Adicional de Serviço (RAS) pelas polícias militar e civil do Rio de Janeiro. A aplicação do “RAS compulsório”, sem anuência do servidor, só deve acontecer em situações de calamidade pública e durante realização de grandes eventos, fora isso a adesão deve ser voluntária”, explicou Wagner Montes em sua rede social.

Texto: Agência PRB Nacional, com informações da Ascom – deputado estadual Wagner Montes
Foto: Ascom – deputado estadual Wagner Montes

Eu repórter republicano

Quer ser um repórter republicano e ver sua matéria publicada no Portal PRB? É muito simples. A Agência PRB Nacional disponibiliza um contato direto para receber todo o conteúdo (textos e fotos). Anote aí o e-mail: pautas@prb10.org.br. Viu como é fácil? Agora é só participar e nos ajudar a manter esse canal sempre atualizado.

Reportar Erro