Semana Republicana – 8 de fevereiro de 2020

O Semana Republicana destaca a reunião do Conselho Republicano sobre Eleições 2020 e a abertura dos trabalhos legislativos do Congresso

Publicado em 10/02/2020 - 00:00

2020 começou com muitas expectativas e planejamento no Republicanos. A abertura do ano legislativo do Congresso ocorreu na segunda-feira, dia 3, e na terça, dia 4, o presidente nacional do partido, deputado Marcos Pereira, reuniu a Executiva Nacional, os 27 presidentes estaduais, os 32 deputados federais e o senador Mecias de Jesus para tratar das eleições municipais e alinhar o posicionamento republicano na Câmara e no Senado.

Na reunião, realizada na Sede Nacional do Republicanos, em Brasília, o presidente Marcos Pereira enfatizou que os republicanos têm a missão de cumprir as metas estabelecidas para as eleições deste ano, inclusive garantindo a participação das mulheres na política.

“A nossa meta é eleger, no mínimo, 10% dos prefeitos e triplicar o número de vereadores eleitos que o Republicanos tem em todo o Brasil. É um desafio grande, mas perfeitamente plausível”, destacou o presidente nacional do partido, Marcos Pereira.

Ele complementou com uma mensagem ao povo “Que o brasileiro deve acreditar no brasileiro, acreditar no Brasil, acreditar na política. Sabemos que tem muitos problemas, a política no Brasil, mas é através da política e da democracia que nós vamos continuar fortalecendo o sistema democrático brasileiro e a atuação das políticas públicas, a chegada das políticas públicas, melhor dizendo, até o cidadão”, frisou.

Reeleito para mais um mandato de líder da Bancada Republicana na Câmara, o deputado federal Jhonatan de Jesus, de Roraima, frisou que a bancada estará unida para aprovar as reformas estruturantes que o Brasil necessita.

O líder destacou que a reforma do Sistema Tributário terá atenção especial dos parlamentares republicanos. “Nós estamos discutindo, já temos os nossos membros escolhidos. Eu acho que até abril, nós devemos já ter um posicionamento no Plenário da Câmara sobre a Reforma Tributária. Tem uma necessidade de se fazer essa reforma tributária. Nós somos favoráveis a ela, só vamos discutir a melhor maneira de fazer”,afirmou o líder.

A Comissão Especial que vai debater o texto conta com a participação de quatro republicanos. Fazem parte, os deputados federais Gilberto Abramo, de Minas Gerais; Capitão Alberto Neto, do Amazonas; Hugo Motta, da Paraíba e João Roma, da Bahia.

A proposta acaba com três tributos federais, um estadual e um municipal, e cria o IBS – Imposto Sobre Operação com Bens e Serviços.

E no plenário da Câmara dos Deputados, na Sessão de Abertura dos Trabalhos Legislativos 2020, o Republicanos reafirmou o compromisso com as reformas que vão fazer o Brasil consolidar a economia.

“O Congresso Nacional vai avançar na agenda das reformas que o Brasil precisa. Eu quero, presidente, me associar a Vossa Excelência, e todos nós que fazemos o Republicanos, independente do ano eleitoral, é fundamental que a gente possa avançar na agenda Brasil, e na agenda das reformas que o país precisa”, disse o deputado Silvio Costa Filho.

Entre as propostas defendidas pelos republicanos estão a Reforma Administrativa, o Novo Pacto Federativo e outras mudanças que são fundamentais para a retomada do crescimento econômico e da geração de emprego e renda do país.

“Este Congresso precisa continuar com a coragem das reformas necessárias para que o nosso país volte a crescer. Ainda são 11 milhões de desempregados. Precisamos colocar como prioridade a Reforma Tributária, este manicômio tributário tem atrasado e tem sido uma âncora que tem travado a nação brasileira”, ressaltou o deputado federal Capitão Alberto Neto.

Por Agência Republicana de Comunicação (Arco)

Reportar Erro