Secretaria administrada pelo PRB é destaque em gestão fiscal no Rio Grande do Sul

Secretaria administrada pelo PRB é destaque em gestão fiscal no Rio Grande do Sul

Secretário de Administração e Fazenda de Nova Pádua (RS), Pedro Fernando Quintanilha (PRB) diz que o resultado do estudo reflete o comprometimento da administração municipal

Publicado em 15/08/2017 - 00:00

Secretaria administrada pelo PRB é destaque em gestão fiscal no Rio Grande do Sul
Para o secretário de Administração e Fazenda, Pedro Fernando Quintanilha (PRB), o resultado do estudo reflete o comprometimento da administração municipal

Nova Pádua (RS) – Na contramão dos municípios com dificuldades financeiras, o município de Nova Pádua, na Serra Gaúcha, conseguiu manter o alto padrão de administração das contas públicas. Após obter nota máxima em educação infantil, saúde e transparência pública, conquistando o 1º lugar nestas áreas em 2016, Nova Pádua voltou a ser destaque em 2017, obtendo também nota máxima no Índice Firjan de Gestão Fiscal (IFGF), ficando em 1º lugar nacional e estadual no quesito investimentos e em 2º lugar estadual como município que possui o menor gasto com pessoal (folha de pagamento).

No índice geral é o 2º lugar na Serra Gaúcha e o 8ª melhor do estado, além de estar entre as 70 melhores do país. O resultado da pesquisa foi divulgado na última quinta-feira (10) e é referente ao ano de 2016.

Para o secretário de Administração e Fazenda, Pedro Fernando Quintanilha (PRB), o resultado do estudo reflete o comprometimento da administração municipal. “Este resultado mostra que estamos aplicando de forma correta, responsável e transparente, o dinheiro público, e buscando cada vez mais melhorar a qualidade de vida da população no município”, destacou o secretário.

Sabia mais

O índice avalia diversos critérios de desempenho, tais como: receita própria, gastos com pessoal, investimentos, liquidez e custo da dívida. A metodologia utilizada pelo IFGF tem uma leitura dos resultados bastante simples, a pontuação varia entre 0 e 1, sendo que, quanto mais próximo de 1, melhor é a gestão do município no ano em observação. A partir desta pontuação, as gestões públicas municipais podem receber quatro conceitos diferentes. Conceito A (Gestão de Excelência): se obtiver pontuação superior a 0,8 pontos; Conceito B (Boa Gestão): resultados compreendidos entre 0,6 e 0,8 pontos; Conceito C (Gestão em Dificuldade): pontuação entre 0,4 e 0,6 e por fim; Conceito D (Gestão Crítica): resultados inferiores a 0,4 pontos.

Com base nesses dados oficiais, o Índice Firjan de Gestão Fiscal 2017 (ano de referência 2016) avaliou a situação fiscal de 4.544 municípios, onde vivem 177,8 milhões de pessoas – 87,5% da população brasileira.

Texto e foto: Ascom – secretário Pedro Quitanilha
Edição: Agência PRB Nacional

Eu repórter republicano

Quer ser um repórter republicano e ver sua matéria publicada no Portal PRB? É muito simples. A Agência PRB Nacional disponibiliza um contato direto para receber todo o conteúdo (textos e fotos). Anote aí o e-mail: pautas@prb10.org.br. Viu como é fácil? Agora é só participar e nos ajudar a manter esse canal sempre atualizado.

Reportar Erro