Rinaldi Digilio apresenta projeto para criar programa de prevenção ao suicídio em SP

A proposta estabelece que a Secretaria de Saúde será responsável pela criação do programa e capacitação de pessoal para atuar na área

Publicado em 06/05/2017 - 00:00

O eixo central da proposta é que Secretaria Municipal da Saúde capacite profissionais para identificar problema e ofereça tratamento para potenciais suicidas, ampliando debates sobre o tema
O eixo central da proposta é que Secretaria Municipal da Saúde capacite profissionais para identificar problema e ofereça tratamento para potenciais suicidas

São Paulo (SP) – Contra a onda de mortes de jovens e adolescentes por conta do chamado Desafio da Baleia Azul e a série “13 Reasons Why”, o vereador Rinaldi Digilio (PRB) apresentou, na semana passada, o Projeto de Lei nº 267/2017, que propõe a criação do Plano Municipal de Prevenção ao Suicídio em São Paulo.

A proposta determina que a Secretaria Municipal da Saúde crie uma rede para a capacitação de seus profissionais com o objetivo de identificar e diagnosticar potenciais suicidas, além de oferecer alternativas de tratamento e promover a divulgação do problema para conscientizar a população.

“Por muito tempo, acreditou-se que falar sobre o tema incentivava as pessoas a cometerem suicídio. O tempo e os dados mostram que não, ainda mais na era da tecnologia, que afasta os jovens de suas famílias e do convívio social real, e o coloca em um mundo paralelo, permeado por más influências”, afirmou o vereador do PRB.

Segundo o boletim SP Demográfico, divulgado em 2016, a taxa de suicídios entre a população geral cresceu em 30% no Estado de São Paulo, na comparação entre o biênio de 2001/2002 e o de 2013/2014, passando de 4,3 por 100 mil habitantes para 5,6. O projeto prevê promoções de palestras de capacitação para profissionais de saúde, exposição de cartazes que mostrem sintomas e alertando sobre o diagnóstico, canais de atendimento para diagnosticados e atividades para conscientização.

“Precisamos quebrar esse tabu. Enquanto o Poder Público não instruir e atender corretamente os cidadãos nesse tipo de caso, elas buscarão informações em locais nada confiáveis ou pior, na ignorância, serão levados a cometerem o suicídio porque foram desafiados ou viram em uma série”, disse o vereador.

Texto e fotos: Ascom – Câmara Municipal de São Paulo
Edição: Agência PRB Nacional

Eu repórter republicano

Quer ser um repórter republicano e ver sua matéria publicada no Portal PRB? É muito simples. A Agência PRB Nacional disponibiliza um contato direto para receber todo o conteúdo (textos e fotos). Anote aí o e-mail: pautas@prb10.org.br. Viu como é fácil? Agora é só participar e nos ajudar a manter esse canal sempre atualizado.

Reportar Erro