Entidade liderada por republicano ganha ação em favor de trabalhadores de Itabira (MG)

Republicano comemora decisão de juíza em favor de trabalhadores de Itabira (MG)

Presidente do Sindicato Metabase de Itabira, vereador do PRB comemorou decisão que deu ganho à entidade, em ação contra o Clube de Investimentos da Vale (Investvale)

Publicado em 04/10/2017 - 00:00

Republicano comemora decisão de juíza em favor de trabalhadores de Itabira (MG)
Presidente do Sindicato Metabase de Itabira e região, vereador Paulo Soares de Sousa (PRB) comemorou decisão em favor dos trabalhadores, aposentados e pensionistas

Itabira (MG) – O presidente do Sindicato Metabase de Itabira, vereador Paulo Soares de Sousa (PRB), comemorou a decisão da juíza Maria Cristina de Brito Lima, da 2ª Vara Empresarial do Rio de Janeiro, que deu ganho de causa à ação movida pela entidade e região contra o Clube de Investimentos da Vale (Investvale).

Paulo Soares de Sousa destacou o empenho que o setor jurídico da instituição fez, o que segundo ele resultará no pagamento deste prejuízo aos itabiranos que foram prejudicados pelo esquema fraudulento. “Estamos muito felizes com esta vitória, é um dever nosso compartilhar com as pessoas, com os nossos trabalhadores, aposentados e pensionistas. Não tenho dúvidas de que em breve teremos a garantia desta vitória”, comemorou o presidente.

De acordo com a advogada e coordenadora do setor jurídico do Metabase, Rosilene Félix, ter a Fundação Vale do Rio Doce de Seguridade Social (Valia) no polo passivo da ação, também como ré, “é uma vantagem”. “A Valia também foi condenada a ressarcir todos os cotistas o valor da diferença, entre o que foi pago e o que ela deixou de ganhar em razão do prejuízo sofrido pelas manobras que os dirigentes do Investvale fizeram na época.  Então, a certeza da liquidação que os sócios do sindicato vão receber o valor devido neste processo é a certeza de que a Valia também foi condenada e vai responder pelo que foi feito”, destacou a advogada. 

A ação, segundo o presidente, foi movida devido a alterações fraudulentas no estatuto do Investvale e sonegação de informações aos cotistas em benefício próprio entre 2002 e 2003, que enriqueceu seus dirigentes e rendeu prejuízos que superaram R$ 40 milhões aos cotistas na época.  

De acordo com o vereador do PRB, o esquema criado pelos próprios administradores do clube, condenados penalmente pelo prejuízo gerado, consistia em omitir informações aos associados, incentivar a venda das cotas em valores reduzidos, para lucrar com essas transações, já que eles possuíam informações privilegiadas de quando as ações poderiam ser vendidas à preços astronômicos.

Texto e foto: Ascom – Sindicato Metabase de Itabira
Edição: Agência PRB Nacional

Eu repórter republicano

Quer ser um repórter republicano e ver sua matéria publicada no Portal PRB? É muito simples. A Agência PRB Nacional disponibiliza um contato direto para receber todo o conteúdo (textos e fotos). Anote aí o e-mail: pautas@prb10.org.br. Viu como é fácil? Agora é só participar e nos ajudar a manter esse canal sempre atualizado.

Reportar Erro