Pronunciamento sobre telefonia móvel serviu de alerta

Praczyk chamou atenção sobre precariedade dos serviços antes de punições da Anatel

Publicado em 01/08/2012 - 00:00

Pronunciamento sobre telefonia móvel serviu de alerta
Praczyk chamou atenção sobre precariedade dos serviços antes de punições da Anatel

Curitiba (PR) – Sem jamais querer os louros para si, o deputado estadual Edson Praczyk (PRB-PR) acredita que o pronunciamento feito por ele no dia 18 de junho último, no plenário da Assembleia Legislativa, durante a sessão plenária, serviu de alerta e contribuiu muito para que, finalmente, os órgãos competentes tomassem uma atitude firme e concreta com relação aos péssimos serviços prestados pelas empresas de telefonia celular, não só em Curitiba, mas na maioria das cidades paranaenses.

Naquela ocasião, o deputado chamava a atenção dos demais parlamentares, da imprensa presente e, também de toda a população sobre a precariedade do serviço prestado, e dos inúmeros contratempos e prejuízos causados por esta falha, em diversos segmentos da sociedade, especialmente em áreas de atuação onde o contato com as pessoas e troca de informações necessitam necessariamente de uma maior agilidade.

Depois desse pronunciamento, as empresas começaram a tentar explicar o porquê de tanta precariedade no serviço, e também, apesar das milhares de reclamações, ainda continuavam vendendo novas linhas, atitude coibida pelo Ministério Público na semana passada.

Praczyk alerta que não somente as suas reclamações na Assembleia, mas também as deixadas pelos clientes nas próprias centrais de atendimento das agências fizeram com que as vendas de novas linhas fossem proibidas e medidas fossem anunciadas pelas agências para tentar corrigir os problemas o mais rápido possível.

Para o deputado, após manifestar sua indignação, esta somou-se a de milhares de paranaenses que pagam por um serviço que não recebem, uma ação lesiva ao consumidor, o que gerou uma reflexão de todos, e o seu protesto foi a gota que faltava para que atitudes drásticas fossem tomadas, com a suspensão por parte da Anatel da venda de linhas das 3 maiores operadoras de telefonia móvel em nada menos que 18 estados, além do Distrito Federal.

Agora, segundo Praczyk, é necessário que esta fiscalização e acompanhamento do processo continuem, não só por parte dos parlamentares, mas principalmente da população, para que, após o recomeço da permissão de venda de novas linhas, alguma melhora já seja verificada e uma fiscalização enérgica por parte da Anatel, no sentido de comprovar se os investimentos prometidos pelas operadoras para melhorar o serviço realmente serão colocados em prática.

Texto: Assessoria de imprensa do deputado Edson Praczyk
Foto: Alep

Eu repórter republicano

Quer ser um repórter republicano e ver sua matéria publicada no Portal PRB? É muito simples. A Agência PRB Nacional disponibiliza um contato direto para receber todo o conteúdo (textos e fotos). Anote aí o e-mail: pautas@prb10.org.br. Viu como é fácil? Agora é só participar e nos ajudar a manter esse canal sempre atualizado.

Reportar Erro