Projeto garante metade das vagas em Cmeis para famílias de baixa renda em Goiânia

Projeto de Alysson Lima garante vagas na educação infantil para famílias de baixa renda

Iniciativa do vereador republicano assegura 50% das vagas nos Centros Municipais de Educação Infantil (Cmeis), para famílias carentes de Goiânia

Publicado em 11/08/2018 - 00:00

Projeto de Alysson Lima garante vagas na educação infantil para famílias de baixa renda
De autoria do vereador Alysson Lima, proposta visa atender famílias que ganham baixos salários e não possuem condições de bancar uma creche ou escola particular

Goiânia (GO) – O vereador Alysson Lima (PRB) apresentou, na quarta-feira (8), projeto de lei que assegura 50% das vagas nos Centros Municipais de Educação Infantil (Cmeis), da Secretaria Municipal de Educação e Esportes de Goiânia sejam reservadas às famílias de baixa renda.

Na proposta o parlamentar ressalta que a medida visa atender àquelas famílias que ganham baixos salários e, portanto, não possuem condições de bancar uma creche ou escola particular.

“São famílias que se encontram em estado de carência financeira sério. E que precisam trabalhar para dar sustento aos filhos. Então, trabalhar e criar filhos só é viável para essas famílias com a ajuda do Estado”, explicou Alysson.

De acordo com a proposta, a seleção para preenchimento das vagas será feita com base nos dados do Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (Cadastro Único). “Ou seja, a seleção que é feita para o Programa Bolsa Família servirá de base para distribuição dessas vagas nos CMEIs da capital”, frisou Lima ao esclarecer que se as vagas reservadas não forem completamente preenchidas por falta de procura, o município poderá destiná-las ao público em geral.

Texto: Agência PRB Nacional
Foto: Cedida

Eu repórter republicano

Quer ser um repórter republicano e ver sua matéria publicada no Portal PRB? É muito simples. A Agência PRB Nacional disponibiliza um contato direto para receber todo o conteúdo (textos e fotos). Anote aí o e-mail: pautas@prb10.org.br. Viu como é fácil? Agora é só participar e nos ajudar a manter esse canal sempre atualizado.

Reportar Erro