Prevenção ao abuso sexual contra menores é tema de audiência na Câmara de Boa Vista

Iniciativa foi proposta pela vereadora republicana Dra. Magnólia. O objetivo foi discutir ações preventivas contra o abuso e a exploração sexual de crianças e adolescentes

Publicado em 04/06/2019 - 00:00

Prevenção ao abuso sexual contra menores foi tema de audiência na Câmara de Boa Vista
Iniciativa foi proposta pela vereadora republicana Dra. Magnólia, e teve o objetivo discutir ações preventivas contra o abuso e a exploração sexual de crianças e adolescentes na capital

Boa Vista (RR) – A vereadora Dra. Magnólia Rocha (PRB), em parceria com o vereador Nilvan Santos, promoveram, semana passada, audiência pública na Câmara Municipal para tratar sobre a prevenção ao abuso e exploração sexual contra crianças e adolescentes.

Preocupada com o índice de ocorrência contra menores no país, a republicana lembra que no ano passado foram mais de 17 mil denúncias feitas pelo disque-denúncia, o Disque 100. A audiência, segundo Magnólia, visou a participação e apoio dos outros órgãos municipais para combater o ato da exploração sexual infantil.

“O apoio dos órgãos governamentais e de controle social concretizarão ações que venham motivar as pessoas a denunciarem qualquer suspeita de abuso e exploração da sexualidade das crianças e adolescentes para que no próximo ano possamos apresentar resultados positivos em nosso Estado de Roraima”, destacou a republicana.

Na oportunidade, os participantes se comprometeram a viabilizar uma rede de proteção em defesa das crianças e adolescentes em parceira com a médica pediatra, dra. Adelma Figueiredo que é presidente da Sociedade Roraimense de Pediatria e a advogada Denise Cavalcante, presidente da Comissão da Criança e do Adolescente da Ordem dos Advogados do Brasil, Subseção OAB-Roraima, presentes no evento.

De acordo com o Núcleo de Proteção à Criança e ao Adolescente (NPCA), Roraima registou o relato de 263 casos de violência sexual contra crianças no primeiro semestre de 2017. O relatório é baseado em denúncias feitas a órgãos como Ministério Público, Conselho Tutelar, Hospital da Criança e das próprias delegacias. Os dados revelam ainda que 90% dos casos têm como vítimas crianças do sexo feminino e de diferentes idades.

Ainda durante a audiência, a republicana incentivou a denúncia para quem souber de casos em que uma criança esteja sendo abusada, cuja queixa pode ser dada à polícia ou de forma anônima pelo ‘Disque 100’. “Temos certeza que vamos, através de ações e políticas públicas, fazer um trabalho de excelência no nosso estado”, finalizou Dra. Magnólia.

Texto: Gisele Rocha / Ascom – PRB Mulher Nacional
Foto: Daniele Silva
Edição: Agência PRB Nacional

Eu repórter republicano

Quer ser um repórter republicano e ver sua matéria publicada no Portal PRB? É muito simples. A Agência PRB Nacional disponibiliza um contato direto para receber todo o conteúdo (textos e fotos). Anote aí o e-mail: pautas@prb10.org.br. Viu como é fácil? Agora é só participar e nos ajudar a manter esse canal sempre atualizado.

Reportar Erro