Governo Federal homenageia personalidades que contribuíram para o setor produtivo

Governo Federal homenageia personalidades que contribuíram para o setor produtivo

Para o ministro Marcos Jorge, Chanceler e Grão-Cruz da Ordem, os homenageados contribuíram para que o Brasil tenha um setor produtivo mais competitivo

Brasília (DF) – Cinquenta e nove personalidades nacionais que prestaram relevantes contribuições à indústria, ao comércio exterior e aos serviços do país foram condecoradas ontem (12) em Brasília, entre eles o ministro Marcos Jorge (PRB) e o deputado federal eleito e ex-ministro Marcos Pereira (PRB). Eles receberam medalhas da Ordem Nacional Barão de Mauá, criada por iniciativa do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC). As insígnias foram entregues pelo presidente Michel Temer, Grão-Mestre da Ordem, em solenidade oficial no Palácio do Planalto.

Para o ministro Marcos Jorge, Chanceler e Grão-Cruz da Ordem, os homenageados contribuíram para que o Brasil tenha um setor produtivo mais competitivo. Marcos Jorge citou ações do MDIC que contribuíram para a retomada do crescimento econômico e aumento da competitividade do setor produtivo, como o Novo Processo de Importação do Portal Único de Comércio Exterior, que facilita compras externas e incentiva o comércio internacional. Com a efetivação de todas as ferramentas do Portal Único, a meta é que os prazos médios para se realizar uma exportação ou uma importação no Brasil sejam os mesmos dos países da OCDE. O tempo médio para se vender um produto brasileiro ao exterior já foi reduzido em 50%, de 13 dias para 6,4 dias.

“Os ganhos decorrentes do Portal Único têm sido reconhecidos pelo Banco Mundial e contribuíram para o avanço do Brasil em 33 posições no indicador de comércio exterior da última edição do relatório Doing Business”, explicou.

O ministro também falou de avanços na área de propriedade intelectual. Nos últimos meses foram implementadas melhorias estruturais no Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI), que já refletem na redução de 7,8% no estoque de pedidos de análise de patentes, 42,3% no de marcas e 65,3% no de desenho industrial. De acordo com Marcos Jorge, hoje o prazo médio de análise de marcas está em 14 meses e, no começo do ano que vem, o prazo já cairá para 12 meses – bem abaixo dos 18 meses exigidos para adesão brasileira ao Protocolo de Madri.

O Rota 2030

Mobilidade e Logística, marco da nova política para o setor automobilístico, também foi lembrado por Marcos Jorge. O programa busca alinhar o produto nacional ao padrão almejado pelos grandes polos globais de produção e desenvolvimento automotivos. “A meta do programa é traçar linhas para o futuro da mobilidade e da logística no Brasil, frente às mudanças tecnológicas em curso, e ampliar a inserção global da indústria automotiva brasileira através da expansão das exportações de veículos e autopeças”, explicou.

MDIC

Cinco ex-ministros que atuaram diretamente em apoio aos trabalhos MDIC nos últimos anos receberam a honraria: Armando Monteiro, que iniciou projetos importantes, como o programa Brasil Mais Produtivo; Dorothea Werneck, que colaborou no âmbito do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social e do Conselho Nacional para a Desburocratização; Luiz Fernando Furlan, que trabalhou no âmbito da Mobilização Empresarial pela Inovação; Marcos Pereira (PRB), que esteve à frente do MDIC por 20 meses no mandato do presidente Michel Temer; e Sérgio Silva do Amaral, que colaborou com as negociações com os Estados Unidos em relação à sobretaxa imposta ao aço e alumínio importados por meio da Seção 232.

Também receberam condecorações os ministros Joaquim Silva e Luna (Defesa), Aloysio Nunes (Relações Exteriores) e Gilberto Kassab (Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações), que são conselheiros da Ordem Nacional Barão de Mauá.

Ordem Nacional Barão de Mauá

O gaúcho Irineu Evangelista de Sousa recebeu o título de “Barão de Mauá” do imperador Dom Pedro II em 1854 por ter sido pioneiro da industrialização brasileira. Aos 32 anos, convencido de que o Brasil deveria trilhar esse caminho, construiu um estaleiro e deu início à indústria naval brasileira. Criou a Companhia Fluminense de Transportes, a Companhia de Navegação a Vapor do rio Amazonas, a Companhia de Iluminação a gás do Rio de Janeiro e a primeira estrada de ferro da América do Sul.

Alçado a Visconde, foi o precursor do capitalismo na América do Sul, ao adotar em suas empresas recursos e maquinários em uso na Europa e nos Estados Unidos a partir da Revolução Industrial do século XIX.

 

Texto e foto: Ascom – MDIC
Edição: Agência PRB Nacional

Eu repórter republicano

Quer ser um repórter republicano e ver sua matéria publicada no Portal PRB? É muito simples. A Agência PRB Nacional disponibiliza um contato direto para receber todo o conteúdo (textos e fotos). Anote aí o e-mail: pautas@prb10.org.br. Viu como é fácil? Agora é só participar e nos ajudar a manter esse canal sempre atualizado.

REPORTAR ERRO

Informar erro

COMPARTILHE

FALE CONOSCO

O Republicanos está de portas abertas para ouvir você

Sugestões, críticas, dúvidas e elogios

faleconosco@republicanos10.org.br

FALE COM O PARLAMENTAR

Nesta semana, envie sua mensagem para a deputada federal Rosangela Gomes (Republicanos-RJ):

E-mail (clique aqui)
ou
(61) 3215-5438

QUEM É QUEM

Conheça as lideranças do Republicanos

CONFIRA

EU REPÓRTER

Deseja indicar uma matéria para sair aqui no Portal Republicanos?

pautas@republicanos10.org.br

RECEBA NO SEU E-MAIL

Enviamos para seu email os destaque da semana.
Faça parte do Boletim 10!

Respeitamos seu email. Não gostamos de SPAM.

Você foi inscrito com sucesso!

Pin It on Pinterest

Receba as novidades do PRB no seu e-mail

Boletim 10: enviado às segundas-feiras. Não enviamos spam.