Mecias pede à PGR o fechamento das fronteiras de Roraima

Mecias pede à PGR o fechamento das fronteiras de Roraima

Medida proposta pelo senador visa evitar alastramento da covid-19 na região Norte, que já está sobrecarregada pela entrada de refugiados venezuelanos

Brasília (DF) – Diante reiterados pedidos feitos desde o dia 11 de março, pelo senador Mecias de Jesus (Republicanos-RR) aos diversos setores do governo federal, inclusive ao presidente da República, de fechamento imediato das fronteiras de Roraima com a Guiana Inglesa e a Venezuela para conter a chegada do coronavírus no estado, e até o momento sem nenhuma resposta, o parlamentar acionou nesta terça-feira (17), o procurador-geral da República, Augusto Aras. Por volta das 15h foi protocolado ofício com o pedido do parlamentar.

O senador Mecias de Jesus, além de fazer pedido direcionado ao presidente da República, solicitou também medidas aos ministros de Relações Exteriores, ministro da Defesa, ministro da Justiça e Segurança Pública, Secretaria de Governo.

Após encontro com o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, no dia 11 de março, Mecias solicitou durante audiência que Mandetta tomasse medidas de controle e triagem dos refugiados logo na fronteira, a fim de evitar um maior colapso no sistema fragilizado de saúde pública do estado e consequentemente o aumento descontrolado dos casos no país inteiro. Prontamente, o ministro concordou com o pedido feito pelo senador e disse que era necessário buscar os setores responsáveis do Governo para oficializar o pedido.

A falta de respostas do governo federal tem aumentado a pressão e a tensão da população que vive em Roraima. Para o senador tanto Roraima quanto os dois países não possuem as mínimas condições de lidar com um eventual número de contaminações. “Além disso, o coronavírus poderá ser devastador para os indígenas em Roraima, uma vez que o trânsito entre a capital e as comunidades é contínuo e diário”, alerta.

Mecias de Jesus conta agora com a sensibilidade do Judiciário que exerce um papel fundamental no trabalho de representação e defesa dos interesses da sociedade, já que o Executivo não tem atendido o apelo dos parlamentares de Roraima e do governador do estado, Antonio Denarium.

A Colômbia, outro país vizinho da Venezuela, já fechou a fronteira e tem começado a adotar medidas restritivas com os venezuelanos. “Enquanto o Brasil espera de portas abertas, a situação tomar proporções maiores, para que medidas duras e talvez tardias sejam tomadas”, finalizou o senador Mecias.

Atualização – Fechamento da fronteira com a Venezuela

O presidente da República, Jair Bolsonaro anunciou nesta terça-feira (17), no fim da tarde, que atenderá ao pedido de fechar a fronteira de Roraima com a Venezuela, a fim de conter a disseminação do coronavírus no Brasil. “Mas ainda seguimos pedindo, que aconteça o mesmo na fronteira com a Guiana. Estamos cobrando e acompanhando para que o pior não aconteça em Roraima“, disse o senador Mecias.

O presidente disse que a determinação constará em uma portaria que será publicada na quarta (18), no Diário Oficial da União. A decisão, disse o presidente, não vai valer para o tráfego de mercadorias.

Texto: Ascom – Senador Mecias de Jesus
Edição: Agência Republicana de Comunicação (Arco) 

 

REPORTAR ERRO

Informar erro

COMPARTILHE

FALE CONOSCO

O Republicanos está de portas abertas para ouvir você

Sugestões, críticas, dúvidas e elogios

faleconosco@republicanos10.org.br

FALE COM O PARLAMENTAR

Nesta semana, envie sua mensagem para a deputada federal Rosangela Gomes (Republicanos-RJ):

E-mail (clique aqui)
ou
(61) 3215-5438

QUEM É QUEM

Conheça as lideranças do Republicanos

CONFIRA

EU REPÓRTER

Deseja indicar uma matéria para sair aqui no Portal Republicanos?

pautas@republicanos10.org.br

RECEBA NO SEU E-MAIL

Enviamos para seu email os destaque da semana.
Faça parte do Boletim 10!

Respeitamos seu email. Não gostamos de SPAM.

Você foi inscrito com sucesso!

Pin It on Pinterest

Receba as novidades do PRB no seu e-mail

Boletim 10: enviado às segundas-feiras. Não enviamos spam.