Após reivindicação de Squassoni, Ministério da Saúde libera R$ 7,186 mi para Guarujá

Após reivindicação de Squassoni, Ministério da Saúde libera R$ 7,186 mi para Guarujá

Valor é referente a gastos com atendimentos de média e alta complexidade realizados no município

Brasília (DF) – Em portaria publicada no último dia 21 de dezembro no Diário Oficial da União, o ministro da Saúde, Ricardo Barros, determinou a “transferência imediata” de R$ 7.186.020,89 à Prefeitura de Guarujá. A medida atende às insistentes reivindicações do deputado federal Marcelo Squassoni (PRB-SP) e se refere à diferença, já devidamente corrigida, entre o que o município investiu em atendimentos de média e alta complexidade (MAC) ao longo de 2016 e o que efetivamente recebeu de remuneração do Sistema Único de Saúde (SUS).

A correção do chamado Teto MAC de Guarujá foi tema recorrente em pelo menos três audiências de Squassoni e o prefeito Valter Suman no Ministério da Saúde ao longo de 2017. A dívida já havia sido reconhecida e o plano inicial previa o pagamento em 12 prestações mensais, mas o pagamento à vista havia sido requerido, também, nas duas últimas audiências no Ministério da Saúde, em outubro e início de dezembro, por Squassoni e Suman.

Detalhado

Após reivindicação de Squassoni, Ministério da Saúde libera R$ 7,186 mi para GuarujáPor meio de relatórios detalhados, a Prefeitura de Guarujá conseguiu comprovar ao Ministério da Saúde que investiu, em média, 15% a mais que os R$ 47,395 milhões recebidos em 2016 para realizar atendimentos MAC, que são os serviços mais caros prestados pela rede municipal de Saúde e o Hospital Santo Amaro.

Nas reuniões com agentes do Ministério, e até mesmo com o ministro Ricardo Barros, Squassoni e Suman, então, passaram a argumentar sobre a importância de reaver a diferença entre o que foi investido e o que de fato foi ressarcido pelo SUS para a manutenção do equilíbrio das finanças municipais e a continuidade dos atendimentos. A engenharia financeira para a realização do pagamento foi delegada por Barros ao Fundo Nacional de Saúde.

“Sabemos das dificuldades de conseguir uma vitória desse porte com essa rapidez. Isso mostra a importância de termos um bom trânsito e trabalhar em conjunto com a Prefeitura em Brasília. Juntos somos mais fortes”, frisou Squassoni.

O reembolso dos R$ 7,186 milhões por parte do Ministério da Saúde é apenas uma etapa da luta do prefeito e do deputado. Agora, ambos vão requerer, em Brasília, a incorporação desses 15% diretamente nas parcelas mensais que a Prefeitura recebe pelos atendimentos MAC. “Isso evitará que em 2018 tenhamos que voltar a fazer novos requerimentos para pleitear a correção de 2017”, explicou Squassoni.

Texto e foto: Ascom – deputado federal Marcelo Squassoni

Eu repórter republicano

Quer ser um repórter republicano e ver sua matéria publicada no Portal PRB? É muito simples. A Agência PRB Nacional disponibiliza um contato direto para receber todo o conteúdo (textos e fotos). Anote aí o e-mail: pautas@prb10.org.br. Viu como é fácil? Agora é só participar e nos ajudar a manter esse canal sempre atualizado.

REPORTAR ERRO

Informar erro

COMPARTILHE

FALE CONOSCO

O Republicanos está de portas abertas para ouvir você

Sugestões, críticas, dúvidas e elogios

faleconosco@republicanos10.org.br

FALE COM O PARLAMENTAR

Nesta semana, envie sua mensagem para a deputada federal Rosangela Gomes (Republicanos-RJ):

E-mail (clique aqui)
ou
(61) 3215-5438

QUEM É QUEM

Conheça as lideranças do Republicanos

CONFIRA

EU REPÓRTER

Deseja indicar uma matéria para sair aqui no Portal Republicanos?

pautas@republicanos10.org.br

RECEBA NO SEU E-MAIL

Enviamos para seu email os destaque da semana.
Faça parte do Boletim 10!

Respeitamos seu email. Não gostamos de SPAM.

Você foi inscrito com sucesso!

Pin It on Pinterest

Receba as novidades do PRB no seu e-mail

Boletim 10: enviado às segundas-feiras. Não enviamos spam.