Ossesio Silva reivindica melhorias em hospital de Lagoa Grande

Segundo o parlamentar, o hospital, que atende cerca de 140 pessoas por dia, estaria abandonado.

Publicado em 05/04/2015 - 00:00

Ossesio Silva reivindica melhorias em hospital de Lagoa Grande
Deputado Ossesio Silva fez críticas à gestão do hospital.


Lagoa Grande (PE) –
A situação do Hospital José Henrique de Lima, em Lagoa Grande, recebeu duras críticas do deputado Ossesio Silva (PRB-PE), na Reunião Plenária da última terça-feira (31). A unidade de saúde, sob gestão municipal, foi alvo de recomendação do Ministério Público de Pernambuco (MPPE), no início de março, após uma fiscalização da Agência Pernambucana de Vigilância Sanitária (Apevisa) apontar falhas estruturais e de manutenção.

Segundo o parlamentar, o hospital, que atende cerca de 140 pessoas por dia, estaria abandonado. “O Ministério Público concedeu 30 dias para que sejam feitas as obras necessárias e o prazo já está expirando. Por isso, faço um apelo ao governador Paulo Câmara para que socorra aquela população sofrida”, declarou.

O deputado afirmou também que a estrutura física compromete o trabalho dos profissionais e a segurança dos pacientes. “O hospital é cercado por arame farpado e apresenta paredes rachadas, portão quebrado, fiações expostas, ferrugem e infiltração. Os pacientes também reclamam do atendimento e da falta de higiene no local”, relatou.

Presidente da Comissão de Saúde e Assistência Social, o deputado Odacy Amorim informou que o colegiado vai fazer visitas aos hospitais e discutir o plano de saúde do servidor do Estado. “Também temos de retomar a ideia de uma Unidade de Pronto Atendimento regional que atenda Lagoa Grande, Santa Maria e Orocó”, defendeu.

Fonte e foto: Ascom / deputado estadual Ossesio Silva
Edição: Agência PRB Nacional de Notícias

 

Eu repórter republicano

Quer ser um repórter republicano e ver sua matéria publicada no Portal PRB? É muito simples. A Agência PRB Nacional disponibiliza um contato direto para receber todo o conteúdo (textos e fotos). Anote aí o e-mail: [email protected]. Viu como é fácil? Agora é só participar e nos ajudar a manter esse canal sempre atualizado.

Reportar Erro
Send this to a friend