Precisamos proteger nossas crianças do trabalho infantil

Precisamos proteger nossas crianças do trabalho infantil

O trabalho infantil é uma grave violação dos direitos humanos. Enquanto você ler este artigo, milhares de crianças estão nesse exato momento trabalhando, quando deveriam estar usufruindo de seus direitos à educação, saúde e lazer. As crianças têm um papel fundamental na minha história política. Foi por meio do meu trabalho social com elas, que ganhei o apelido carinhoso de “Tia Eron”.

É muito doloroso saber que, de acordo com dados da Unicef, aproximadamente 168 milhões de crianças sejam vítimas de trabalho infantil em todo o mundo. Quando trazemos esta dura realidade para perto de nós, os números são ainda mais assustadores. Quase um milhão de menores trabalham em situação ilegal no Brasil, segundo o IBGE, dados de 2016.

A legislação brasileira proíbe que menores de 13 anos exerçam qualquer tipo de atividade de trabalho, remunerado ou não. Só é permitido trabalhar a partir dos 14 anos, mas sob condições específicas, como menor aprendiz, por exemplo. A regulamentação do trabalho de menor aprendiz, demanda registro formal na Carteira de Trabalho e Previdência Social, além de obrigar o empregador a oferecer ao menor formação técnico-profissional. Apesar disso, a nossa legislação não coíbe e nem pune quem não cumpre o que está em vigor.

No nosso estado, 71,7 mil crianças seguem trabalhando. A Bahia ocupa o segundo lugar entre os estados brasileiros com maior número de trabalho infantil, segundo dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad), do IBGE, referentes a 2015. Maior número são de meninos que estão realizando trabalhos agrícolas. Além de trabalhar de forma ilegal, cerca de 26 mil crianças brasileiras e cinco mil crianças baianas de 5 a 14 anos apenas trabalhavam, e não frequentavam o sistema escolar.

Precisamos nos mobilizar para mudar este cenário. É necessária uma intensa sensibilização contra a exploração de nossas crianças e adolescentes. Infelizmente, muitos pais submetem seus filhos ao trabalho desde muito cedo, pela falta de informação. Apesar de cultural, toda forma de trabalho infantil deve ser banida. Para a criança ter desenvolvimento social, emocional e cognitivo ela precisa brincar. A brincadeira ensina a cada uma delas a aprender. Não podemos privar a criança de uma infância saudável e feliz.

Uma maneira de combater o trabalho infantil é denunciando o explorador. Por meio do Disque 100, você faz a sua denúncia. É gratuito e não precisa se identificar. Vamos nos unir para proteger às nossas crianças.

*Tia Eron é deputada federal e presidente do PRB Bahia

Eu repórter republicano

Quer ser um repórter republicano e ver sua matéria publicada no Portal PRB? É muito simples. A Agência PRB Nacional disponibiliza um contato direto para receber todo o conteúdo (textos e fotos). Anote aí o e-mail: pautas@prb10.org.br. Viu como é fácil? Agora é só participar e nos ajudar a manter esse canal sempre atualizado.

VER TODOS OS ARTIGOS
REPORTAR ERRO

Informar erro

COMPARTILHE

FALE CONOSCO

O PRB está de portas abertas para ouvir você

Sugestões, críticas, dúvidas e elogios

faleconosco@prb10.org.br

FALE COM O PARLAMENTAR

Nesta semana, envie sua mensagem para a deputada federal Rosangela Gomes (PRB-RJ):

E-mail (clique aqui)
ou
(61) 3215-5438

QUEM É QUEM

Conheça as lideranças do Partido Republicano Brasileiro

CONFIRA

EU REPÓRTER

Deseja indicar uma matéria para sair aqui no Portal PRB?

pautas@prb10.org.br

RECEBA NO SEU E-MAIL

Enviamos para seu email os destaque da semana.
Faça parte do Boletim 10!

Respeitamos seu email. Não gostamos de SPAM.

Você foi inscrito com sucesso!

Pin It on Pinterest

Receba as novidades do PRB no seu e-mail

Boletim 10: enviado às segundas-feiras. Não enviamos spam.