O descaso permanece

O descaso permanece

Não há como medir e nem comparar a dor de um pai ou de uma mãe cujo filho está desaparecido. Imaginar o seu paradeiro, se está vivo, se está sofrendo, se está se alimentando ou passando fome, são algumas perguntas que fazem parte da aflição diária de quem espera o filho voltar para casa. Infelizmente, a maioria dos casos de desaparecimento não tem um final feliz ou simplesmente não tem um final.

A ONG Mães da Sé, uma das entidades mais respeitadas no Brasil, estima que 40 mil crianças desaparecem todos os anos. Já o Ministério da Segurança Pública estima que esse número seja 10 mil. Pior que a dor de ter um filho desaparecido, é a terrível sensação de impotência por conta da ineficiência das autoridades estaduais e federais.

Foram diversas as tentativas do Governo Federal de criar um banco de dados e um sistema capaz de auxiliar nas buscas a crianças e adolescentes desaparecidos. Em vão. Saiu governo, entrou governo e o Cadastro Nacional de Crianças e Adolescentes Desaparecidos está fora do ar há mais de dois anos. O Governo Federal prometeu reformular e atualizar o sistema, mas até hoje nada foi feito.

Entre os dias 25 e 31 de março, por meio da Lei 12.393 de 2011, o Brasil celebra a ‘Semana de Mobilização Nacional pela Busca e Defesa da Criança Desaparecida’. É o momento de exigirmos das autoridades federais e estaduais ao menos um passo rumo o avanço.

Um solução que venho discutindo na Câmara dos Deputados é a criação de um alerta nacional, capaz de acionar as instituições de saúde, assistência social e de segurança pública – inclusive os batalhões de policiamento de fronteira – além das entidades municipais, estaduais e federais de proteção à criança e ao adolescente, sempre que houver um registro de desaparecimento de uma criança ou adolescente. Nos Estados Unidos, existe o ‘Alerta Amber’, que tem sido eficiente na localização de crianças desaparecida.

Como parlamentar, eu mantenho o meu compromisso de exigir respostas do Governo Federal. Por isso, encaminharei um Requerimento de Informação ao Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos exigindo um posicionamento oficial quanto à operacionalidade do Cadastro Nacional de Crianças e Adolescentes Desaparecidos.

Além disso, iremos convidar representantes deste ministério e de outras instituições, ONG’s e entidades filantrópicas, a fim discutirmos em audiência pública na Câmara dos Deputados o descaso envolvendo as investigações sobre o desaparecimento de crianças e adolescentes no Brasil. Está na hora de virar esta página e escrevermos uma nova história.

*Roberto Alves é deputado federal em São Paulo pelo PRB

Eu repórter republicano

Quer ser um repórter republicano e ver sua matéria publicada no Portal PRB? É muito simples. A Agência PRB Nacional disponibiliza um contato direto para receber todo o conteúdo (textos e fotos). Anote aí o e-mail: pautas@prb10.org.br. Viu como é fácil? Agora é só participar e nos ajudar a manter esse canal sempre atualizado.

VER TODOS OS ARTIGOS
REPORTAR ERRO

Informar erro

COMPARTILHE

FALE CONOSCO

O Republicanos está de portas abertas para ouvir você

Sugestões, críticas, dúvidas e elogios

faleconosco@republicanos10.org.br

FALE COM O PARLAMENTAR

Nesta semana, envie sua mensagem para a deputada federal Rosangela Gomes (Republicanos-RJ):

E-mail (clique aqui)
ou
(61) 3215-5438

QUEM É QUEM

Conheça as lideranças do Republicanos

CONFIRA

EU REPÓRTER

Deseja indicar uma matéria para sair aqui no Portal Republicanos?

pautas@republicanos10.org.br

RECEBA NO SEU E-MAIL

Enviamos para seu email os destaque da semana.
Faça parte do Boletim 10!

Respeitamos seu email. Não gostamos de SPAM.

Você foi inscrito com sucesso!

Pin It on Pinterest

Receba as novidades do PRB no seu e-mail

Boletim 10: enviado às segundas-feiras. Não enviamos spam.