A mulher segue firme na luta

A mulher segue firme na luta

 

Embora o Carnaval seja uma época de festa e alegria, não são poucas as manifestações de violência, sobretudo contra a mulher. São inúmeros casos de assédio, importunação sexual, estupro e até feminicídio em todo o país. E nada mais oportuno falar sobre isso neste 8 de março, Dia Internacional da Mulher.

Como já foi relatado neste espaço, em artigo anterior, lançamos na capital baiana, por meio da Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher, a campanha “Meu corpo não é sua fantasia”, que passou por todos os circuitos da festa alertando para o assédio sexual e a violência contra a mulher. Tomamos a iniciativa por saber que esses problemas, frutos da cultura do machismo, sobem a níveis alarmantes durante o Carnaval. Nosso grito foi ouvido não apenas na Bahia, mas também em outros estados, considerando que a campanha inspirou outras Brasil afora, e atingiu quem mais nos interessava: o folião e a sociedade como um todo.

No entanto, projetos como esse não podem ter vida curta ou serem sazonais, morrendo junto com o fim de um período festivo. Sua missão e suas ações precisam perdurar o ano todo, ininterruptamente, fortalecendo a rede de proteção à mulher e atuando no cotidiano das pessoas, promovendo a reflexão, a solidariedade, a coragem e ajudando a denunciar esses males tão graves.

No segundo semestre do ano passado, a importunação sexual passou a ser considerada crime. Isso significa que a realização de ato libidinoso na presença de alguém, como toques ou “beijos roubados”, sem consentimento prévio, pode levar seu autor à prisão. Essa é mais uma garantia que as mulheres têm de que eventuais agressores serão punidos à altura. E é mais uma prova de que a luta tem dado resultado.

Não podemos nos permitir abater pelos casos de estupro, assédio, importunação sexual, agressões e feminicídios cada vez mais expostos pela grande mídia. Pelo contrário, devemos estar cada vez mais vigilantes, exortando inclusive os homens a denunciarem. Porque, quando uma mulher sofre uma agressão, todos aqueles que não se posicionam assumem a sua parcela de conivência.

*Ireuda Silva é vereadora de Salvador pelo PRB e presidente da Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher na câmara municipal.

Eu repórter republicano

Quer ser um repórter republicano e ver sua matéria publicada no Portal PRB? É muito simples. A Agência PRB Nacional disponibiliza um contato direto para receber todo o conteúdo (textos e fotos). Anote aí o e-mail: pautas@prb10.org.br. Viu como é fácil? Agora é só participar e nos ajudar a manter esse canal sempre atualizado.

VER TODOS OS ARTIGOS
REPORTAR ERRO

Informar erro

COMPARTILHE

FALE CONOSCO

O Republicanos está de portas abertas para ouvir você

Sugestões, críticas, dúvidas e elogios

faleconosco@republicanos10.org.br

FALE COM O PARLAMENTAR

Nesta semana, envie sua mensagem para a deputada federal Rosangela Gomes (Republicanos-RJ):

E-mail (clique aqui)
ou
(61) 3215-5438

QUEM É QUEM

Conheça as lideranças do Republicanos

CONFIRA

EU REPÓRTER

Deseja indicar uma matéria para sair aqui no Portal Republicanos?

pautas@republicanos10.org.br

RECEBA NO SEU E-MAIL

Enviamos para seu email os destaque da semana.
Faça parte do Boletim 10!

Respeitamos seu email. Não gostamos de SPAM.

Você foi inscrito com sucesso!

Pin It on Pinterest

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Receba as novidades do PRB no seu e-mail

Boletim 10: enviado às segundas-feiras. Não enviamos spam.