A família e o abuso sexual infantil

A família e o abuso sexual infantil

O Brasil precisa estar atento ao que está acontecendo com as famílias brasileiras. Esta semana, na Câmara dos Deputados, a ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, chamou a atenção de todos para um dado alarmante: mais de 70% dos crimes de abuso sexual contra crianças e adolescentes, registrados pelo Disque 100 nos últimos meses, foram cometidos na casa das vítimas, no ambiente familiar. E que pais, mães e padrastos foram os maiores violentadores.

Essas afirmações, baseadas em um levantamento do Disque 100, derruba um dos mitos do abuso sexual infantil, de que o perigo estaria nas ruas. Errado. Milhares de crianças e adolescentes são vítimas de violência sexual no lugar que deveria ser o mais seguro do mundo e por pessoas que deveriam ser seus super-heróis. O que está acontecendo com as famílias? O que homens e mulheres estão fazendo com as famílias que constituíram?

No aspecto religioso, a família é a base mais importante da sociedade, uma instituição criada por Deus, sendo de extrema importância. A Bíblia nos ensina a guardar, zelar e garantir os valores e princípios determinados para a nossa família .No aspecto legal, ela está estabelecida na Constituição Federal e no Estatuto da Criança e do Adolescente, as quais destacam o dever da família de assegurar à criança e ao adolescente, em suma, o direito à vida plena e à dignidade.

A família é o pilar sobre o qual se sustenta o desenvolvimento saudável de um indivíduo. Ter uma família é um direito legítimo e fundamental da infância. Por meio dela, a criança aprende os princípios básicos de convivência e habilidades para desenvolver seus potenciais como indivíduo e enfrentar a vida de adulto na sociedade. A família só é um porto seguro para uma criança quando existe segurança, confiança, respeito e acima de tudo, amor. Quando o monstro do abuso sexual infantil invade o lar, essas virtudes dão lugar ao medo, à tristeza, à vergonha e à raiva.

Há pais que, à luz do dia, tratam os filhos com carinho, mas ao cair da noite se transformam em verdadeiros monstros e fazem deles reféns e objetos. Meus amigos, como iremos mudar o nosso país se estamos fechando os olhos para a família? O abuso sexual não pode se estabelecer no seio familiar. O poder público, junto com as instituições sociais, ONG’s e igrejas, precisa implementar campanhas de apoio à família.

Precisamos dizer à população brasileira o quanto é importante proteger as crianças, garantir-lhes não só a educação e o alimento, mas o respeito, a segurança e o amor, para que ela se torne uma pessoa adulta feliz, que certamente irá proteger seu filho da mesma forma como foi protegida.

Como presidente da Frente Parlamentar Contra o Abuso e a Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, firmei um compromisso com a ministra Damares de juntos desenvolvermos políticas públicas de fortalecimento da família. Para reduzirmos o avanço do abuso sexual infantil, a nossa urgência é atuar no lugar de maior incidência, que é, lamentavelmente, nas famílias. Juntos, venceremos essa luta.

Roberto Alves é deputado federal pelo PRB São Paulo

Eu repórter republicano

Quer ser um repórter republicano e ver sua matéria publicada no Portal PRB? É muito simples. A Agência PRB Nacional disponibiliza um contato direto para receber todo o conteúdo (textos e fotos). Anote aí o e-mail: pautas@prb10.org.br. Viu como é fácil? Agora é só participar e nos ajudar a manter esse canal sempre atualizado.

VER TODOS OS ARTIGOS
REPORTAR ERRO

Informar erro

COMPARTILHE

FALE CONOSCO

O Republicanos está de portas abertas para ouvir você

Sugestões, críticas, dúvidas e elogios

faleconosco@republicanos10.org.br

FALE COM O PARLAMENTAR

Nesta semana, envie sua mensagem para a deputada federal Rosangela Gomes (Republicanos-RJ):

E-mail (clique aqui)
ou
(61) 3215-5438

QUEM É QUEM

Conheça as lideranças do Republicanos

CONFIRA

EU REPÓRTER

Deseja indicar uma matéria para sair aqui no Portal Republicanos?

pautas@republicanos10.org.br

RECEBA NO SEU E-MAIL

Enviamos para seu email os destaque da semana.
Faça parte do Boletim 10!

Respeitamos seu email. Não gostamos de SPAM.

Você foi inscrito com sucesso!

Pin It on Pinterest

Receba as novidades do PRB no seu e-mail

Boletim 10: enviado às segundas-feiras. Não enviamos spam.