“O racismo condena milhões de mulheres e homens à exclusão social”, diz Ireuda Silva

A vereadora alerta que é preciso enfrentar o racismo com coragem e determinação para corrigir as injustiças sociais praticadas contra a população negra

Publicado em 26/03/2018 - 00:00

“O racismo condena milhões de mulheres e homens à exclusão social”, diz Ireuda Silva
A vereadora alerta que é preciso enfrentar o racismo com coragem e determinação para corrigir as injustiças sociais praticadas contra a população negra

Salvador (BA) – Na última quarta-feira (21) foi o Dia Internacional pela Eliminação da Discriminação Racial e a vereadora Ireuda Silva (PRB), vice-presidente da Comissão da Reparação, acredita que a data reitera o repúdio contra os últimos casos de injúria e racismo que ganharam a mídia, bem como para cobrar penas mais duras.

“Quantas pessoas são vítimas diárias de constrangimentos, agressões e até assassinatos apenas por causa da cor da pele. Além disso, o racismo condena milhões de mulheres e homens à exclusão social, afastando muitos do mercado de trabalho e de serviços básicos e essenciais à uma vida minimamente digna”, declara Ireuda.

A republicana é autora do projeto de lei que instituiu em Salvador o Dia Municipal de Combate ao Racismo no Esporte (26 de agosto), e pede que o presidente Michel Temer aumente as penas para racismo e injúria racial. “Isso é o mínimo necessário para futuramente mudarmos essa cultura desumana, na qual uns parecem ter mais direitos do que outros”, completa a vereadora.

Texto e fotos: Ascom – vereadora Ireuda Silva (PRB)
Edição: Agência PRB Nacional

Eu repórter republicano

Quer ser um repórter republicano e ver sua matéria publicada no Portal PRB? É muito simples. A Agência PRB Nacional disponibiliza um contato direto para receber todo o conteúdo (textos e fotos). Anote aí o e-mail: [email protected]. Viu como é fácil? Agora é só participar e nos ajudar a manter esse canal sempre atualizado.

Reportar Erro
Send this to a friend