Rinaldo Junior debate impacto da falta de saneamento na saúde em Recife

Rinaldo Junior debate impacto da falta de saneamento na saúde em Recife

Audiência pública aconteceu na Câmara Municipal do Recife e debateu o impacto da falta de saneamento ambiental na saúde e na qualidade de vida da população

Recife (PE) – Por iniciativa do vereador Rinaldo Junior (PRB), a Câmara Municipal do Recife debateu o impacto da falta de saneamento ambiental na saúde e na qualidade de vida da população.

Além da sociedade civil, participaram do debateram Guilherme Tavares, gerente geral de Saneamento e Obras, representando a Prefeitura do Recife; José Barbosa, presidente do Sindicato dos Urbanitários; André Monteiro, pesquisador da Fiocruz Ageu Magalhães; Cristina Sette, Professora da UPE, pós-graduada em Saúde Pública e Medicina do Trabalho; e Paulo Rubem Santiago, professor da UFPE e ex-deputado federal.

Rinaldo Junior debate impacto da falta de saneamento na saúde em RecifeRinaldo Junior destacou a importância do debate. “É um tema que alguns governantes não dão a devida importância, mas que deveria ser tratado como prioridade. Pesquisamos no Portal da Transparência da Prefeitura do Recife e constatamos que foram orçados R$ 254 milhões, mas apenas R$ 41 milhões foram executados. E mais, estudos apontam que a cada R$ 1 investido em saneamento economiza-se R$ 7 no SUS, e essa declaração foi feita pelo próprio prefeito Geraldo Julio no ano passado. Ele sabe que o Recife ocupa a 75º colocação no ranking do saneamento das 100 maiores cidades do país”, frisou Rinaldo.

Ainda em sua fala na audiência o parlamentar completou. “Fico estarrecido, porém preocupado, com a situação das famílias que vivem no Recife, sem saneamento e expostas a doenças. Oferecer saneamento adequado é proporcionar dignidade e qualidade de vida para as pessoas, e é disso que elas precisam. E essa audiência pública pretende apontar soluções. Vamos formular um documento e entregar nas mãos do prefeito e à sociedade”, garantiu Rinaldo Junior.

Presidente do Sindicato dos Urbanitários PE, José Barbosa, elogiou a iniciativa do vereador Rinaldo Junior e criticou a Parceria Pública Privada (PPP) do Esgotamento Sanitário. “A Compesa fez recentemente a chamada PPP do esgotamento sanitário com propósito de universalizar os serviços em 12 anos. Essa parceria foi alvo de muita disputa e debate político. E nós não concordamos porque seria uma forma de gerenciar o monopólio natural, a exemplo da água e energia. A PPP só visa o lucro e a sociedade é quem paga a conta. A Prefeitura até conseguiu fazer uma aditivo nesta PPP para que algumas áreas ZEIS fossem incluídas. É um assunto que precisamos debater mais e precisamos de outra audiência para que a Compesa apresente os seus números”, disse.

Pesquisador do FioCruz/Ageu Magalhães, André Monteiro, alertou a questão da microcefalia na cidade e criticou a Parceria Público Privada. “Aqui, no Recife, a gente vivenciou e vivencia desde 2015 uma tragédia que foi a microcefalia. Recife foi o epicentro mundial da epidemia de zika e é a capital da microcefalia. É preciso pensar em estratégias e soluções. Em relação à PPP eu acho impossível que em 12 anos 90% da Região Metropolitana seja atendida com esgotamento sanitário”, afirmou.

A professora Cristina Sette evidenciou as doenças que surgem relacionadas à falta de saneamento e citou a aprovação da PEC 241, que cria um teto para os gastos públicos. “A maior causa por internação é a desidratação causada pela diarréia. Internamos, no país, 340 mil pessoas e considero o número muito alto e é necessário um recurso elevado para essas internações. A maioria dos pacientes pertence ao grupo de idosos. As doenças transmitidas por insetos como zika, dengue, entre outras, tem a ver com o ciclo do saneamento. A leptospirose é muito séria e, além disso, é preciso lembrar que o orçamento para as políticas sociais foi congelado durante 20 anos. Saúde e saneamento não se vendem porque são direitos sociais e o estado tem que envolver a sociedade”.

O ex-deputado federal, Paulo Rubem Santiago, fez uma explanação sobre a questão orçamentária e privatização de órgãos públicos. “Temos observado algumas teses sobre a precariedade no setor de saneamento. E não é imperícia, nem incapacidade fiscal. A dívida publica explodiu e a consequência disso é mais arrocho. Serão 20 anos de contenção e daqui a pouco discutiremos a zika, dengue, entre outras doenças. É preciso ter atenção à Lei Complementar 156, que trata da renegociação de dívidas dos estados. E o primeiro a aceitar foi o Rio de Janeiro e a contrapartida é a privatização da Cedae, a Compesa carioca. Além da privatização, vem a contenção de gastos e congelamento do plano de cargos e carreiras dos servidores”, argumentou.

Paulo Rubem destacou, ainda, a Proposta de Emenda Complementar 162 ao Plano Nacional de Desenvolvimento Urbano. “Propusemos a PEC 162 e ela precisa ser retomada e discutida porque conjuga saneamento, habitação, defesa civil e gestão das águas, entre outras questões. Lembro que Pernambuco e Alagoas sofreram gravíssimas enchentes e é urgente que os municípios façam o seu Plano Diretor”, finalizou

​Texto e foto: Ascom – PRB Pernambuco

Eu repórter republicano

Quer ser um repórter republicano e ver sua matéria publicada no Portal PRB? É muito simples. A Agência PRB Nacional disponibiliza um contato direto para receber todo o conteúdo (textos e fotos). Anote aí o e-mail: pautas@prb10.org.br. Viu como é fácil? Agora é só participar e nos ajudar a manter esse canal sempre atualizado.

REPORTAR ERRO

Informar erro

COMPARTILHE

FALE CONOSCO

O Republicanos está de portas abertas para ouvir você

Sugestões, críticas, dúvidas e elogios

faleconosco@republicanos10.org.br

FALE COM O PARLAMENTAR

Nesta semana, envie sua mensagem para a deputada federal Rosangela Gomes (Republicanos-RJ):

E-mail (clique aqui)
ou
(61) 3215-5438

QUEM É QUEM

Conheça as lideranças do Republicanos

CONFIRA

EU REPÓRTER

Deseja indicar uma matéria para sair aqui no Portal Republicanos?

pautas@republicanos10.org.br

RECEBA NO SEU E-MAIL

Enviamos para seu email os destaque da semana.
Faça parte do Boletim 10!

Respeitamos seu email. Não gostamos de SPAM.

Você foi inscrito com sucesso!

Pin It on Pinterest

Receba as novidades do PRB no seu e-mail

Boletim 10: enviado às segundas-feiras. Não enviamos spam.