Mecias pede fechamento das fronteiras de Roraima para controlar coronavírus

Mecias pede fechamento das fronteiras de Roraima para controlar coronavírus

Senador participou de reunião com o ministro da Saúde para pedir ações emergenciais e preventivas do governo federal referente a epidemia do coronavírus

Publicado em 12/03/2020 - 00:00

Mecias pede fechamento das fronteiras de Roraima para controlar coronavírus
Senador participou de reunião com o ministro da Saúde para pedir ações emergenciais e preventivas do governo federal referente a epidemia do coronavírus e a situação de Roraima

Brasília (DF) – O senador Mecias de Jesus (Republicanos-RR) e o deputado Jhonatan de Jesus (Republicanos-RR), acompanhados de outras autoridades roraimenses, participaram na manhã desta quarta-feira (11), de reunião com o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, para pedirem ações emergenciais e preventivas do governo federal referente a epidemia do coronavírus e a situação de Roraima.

A preocupação dos parlamentares é com a fragilidade fronteiriça do estado com a Venezuela e a República Cooperativista da Guiana.

Para o senador, a posição vulnerável de Roraima coloca em risco a saúde de todos os brasileiros. “Em Roraima existe o trânsito livre de pessoas vindas da Venezuela. Um país que não possuem as mínimas condições de monitorar e combater a epidemia de coronavírus e do outro lado temos a Guiana que possui um expressivo número de chineses que transitam e residem”, alertou o parlamentar.

Mecias de Jesus pediu ao ministro o fechamento imediato da fronteira de Roraima, a fim de evitar um maior colapso. “Precisamos controlar a entrada no estado, fazendo a triagem de todos que entram em Roraima pela fronteira, essa é uma medida emergencial e necessária para evitar uma maior propagação do coronavírus no país”, disse o parlamentar.

Prontamente, Mandetta concordou com o pedido do senador Mecias, mas alertou que não cabe a ele tal prerrogativa. “É necessário que busquem no Ministério de Relações Exteriores, o meu papel é atuar na prevenção e nas consequências”, disse o ministro.

Mecias completou ainda dizendo que diante da falência do Sistema Público de Saúde da Venezuela, as vacinas desses refugiados também precisam ser aplicadas no Brasil, a fim de evitar a entrada de outras doenças já erradicadas no Brasil.

Cobrança reforçada

O senador Mecias de Jesus já havia feito, na tribuna do Senado, um apelo ao governo federal para que fosse reforçada a proteção nas regiões de fronteira para impedir maior disseminação do coronavírus.

Texto: Ascom – senador Mecias de Jesus
Foto: Jean Copetti
Edição: Agência Republicana de Comunicação (Arco)

 

 

Reportar Erro