Márcio Marinho quer debater delimitação das terras indígenas e invasões no Sul baiano

“Se os poderes públicos não intervirem imediatamente, pode haver derramamento de sangue”, alerta Márcio Marinho

Publicado em 30/08/2013 - 00:00

30_08_13_destaque05_ba_marinho_delimitacao_terras_indigenas_sul_baiano
Na avaliação de Marinho, o tema é bastante delicado e deve ser tratado com cautela e respeito aos proprietários e produtores

Brasília (DF) – O deputado federal Márcio Marinho (PRB-BA) defendeu a vinda do ministro da Justiça, Eduardo Cardoso, ao Congresso Nacional para tomar providências junto ao governo federal e a Polícia Federal acerca das invasões de terras que estão ocorrendo no Sul da Bahia. O requerimento para realização da audiência pública foi aprovado, nesta quarta-feira (28), em reunião da Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural.

Na avaliação de Marinho, o tema é bastante delicado e deve ser tratado com cautela e respeito aos proprietários e produtores. “Em determinadas áreas demarcadas pela Fundação Nacional do Índio (FUNAI), não há qualquer indício de presença indígena. Boa parte das terras invadidas pelos índios é ocupada por familiares há muitos anos, inclusive passada de pais para filhos pelo direito de hereditariedade. Sangue pode ser derramado a qualquer momento se os poderes públicos não tomarem providências”, explicou.

A audiência pública contará com a presença do ministro José Eduardo Cardozo, de representantes das associações dos agricultores atingidos, dos sindicatos dos trabalhadores, dos prefeitos dos municípios de Ilhéus, Buerarema e Una, e do juiz Federal Ávio Mozar José Ferraz de Novaes, diretor do Foro da Seção Judiciária da Bahia. O autor do requerimento para realização da audiência é o deputado Oziel Oliveira.

Texto: Mônica Donato / Ascom – Liderança do PRB
Foto: Douglas Gomes

Eu repórter republicano

Quer ser um repórter republicano e ver sua matéria publicada no Portal PRB? É muito simples. A Agência PRB Nacional disponibiliza um contato direto para receber todo o conteúdo (textos e fotos). Anote aí o e-mail: pautas@prb10.org.br. Viu como é fácil? Agora é só participar e nos ajudar a manter esse canal sempre atualizado.

Reportar Erro