Livro infantil que incentiva casamento entre pai e filha é criticado por Jorge Amaro

Vereador solicitou ao prefeito de Águas Lindas de Goiás que o livro de história “Enquanto o sono não vem” não seja aceito no município

Publicado em 21/02/2018 - 00:00

Livro infantil que incentiva casamento entre pai e filha é criticado por Jorge Amaro
Vereador solicitou ao prefeito de Águas Lindas de Goiás que o livro de história “Enquanto o sono não vem” não seja aceito no município

Águas Lindas de Goiás (GO) – Em pronunciamento na Tribuna da Câmara Municipal de Águas Lindas de Goiás, o vereador Jorge Amaro (PRB) solicitou ao prefeito Hildo do Candango e ao secretário Deusimar Macedo que o livro de história infantil “Enquanto o sono não vem” não seja aceito no município.

A obra de José Mauro Brant, da Editora Rocco, está no Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa (PNAIC). O livro é destinado a alunos do 1º ao 3º ano, entre 6 e 8 anos. Nele, o conto intitulado “A triste história de Eredegalda” fala de um rei que pede uma das três filhas em casamento.

Segundo o parlamentar, a proposta do pai é que a mãe da menina seja criada deles. Ao recusar o convite do pai, a história conta que a menina é presa em uma torre, onde passa sede. Ao pedir à mãe e às duas irmãs para beber água, ela não recebe ajuda por ameaças de morte do pai. No final, ela acaba aceitando o convite do pai para se casar, mas ele resolve fazer um desafio com três cavaleiros: o que chegasse primeiro com um jarro d’água ganharia a mão da filha. Essa oferta, no entanto, não é explicada na história. O conto mostra que a menina morreu antes.

“A abordagem surpreende negativamente e não deve ser levada a crianças. Muitas dessas viveram ou presenciaram cenas de abuso. E reviver isso dentro da sala de aula traz um sofrimento desnecessário e ainda coloca como algo normal na cabeça de crianças na fase mais vulnerável dela”, afirmou o republicano.

Texto e foto: Ascom – vereador Jorge Amaro

Eu repórter republicano

Quer ser um repórter republicano e ver sua matéria publicada no Portal PRB? É muito simples. A Agência PRB Nacional disponibiliza um contato direto para receber todo o conteúdo (textos e fotos). Anote aí o e-mail: pautas@prb10.org.br. Viu como é fácil? Agora é só participar e nos ajudar a manter esse canal sempre atualizado.

Reportar Erro