Jutay Meneses denuncia aumento da tarifa de água, transporte e gás de cozinha na Paraíba

Republicano afirmou que vai levar o caso ao Ministério Público para tentar reverter as medidas, que segundo ele são cruéis e inoportunas

Publicado em 11/02/2017 - 00:00

Jutay Meneses afirmou que vai levar o caso ao Ministério Público para tentar reverter as medidas, que segundo ele são cruéis e inoportunas

 

João Pessoa (PB) – O deputado estadual Jutay Meneses (PRB-PB) usou a tribuna na Assembleia Legislativa da Paraíba, na quinta-feira (9), para denunciar os aumentos concedidos pelo governador Ricardo Coutinho nas tarifas de água, transporte e gás de cozinha. Ele afirmou que vai levar o caso ao Ministério Público (MP) para tentar reverter as medidas. “São cruéis e inoportunas”, classificou.

“Vocês já pararam para pensar o que vem fazendo uma família que conta com um salário mínimo para sobreviver? É difícil pagar aluguel, comprar comida e manter a casa com R$ 937, 00. Tudo precisa ser bem calculado e o que passar compromete todo o orçamento. Agora, imaginem como lidar com três aumentos autorizados pelo governador nos últimos meses em itens essenciais”, questionou o republicano.

Ele citou o reajuste na conta de água, que sofreu um aumento de 12,38%, elevando o consumo de 10m³ de água de R$ 32,78 para R$ 36,83. Em 2016, o reajuste tinha sido de 21,71%, e em 2015 foi de 9,9%. Já as tarifas no transporte coletivo intermunicipal foram reajustadas em 6,7%. “Imagine o sufoco de quem mora na região metropolitana e precisa trabalhar na Capital?”, disse o parlamentar do PRB.

Jutay Meneses denunciou também o aumento no preço do metro cúbico do gás de cozinha de 24,9%, fazendo o preço do botijão na Paraíba saltar de cerca de R$ 60 para R$ 75. “Foi o segundo aumento em menos de um ano. Em agosto do ano passado, o Governo autorizou um aumento de 10% sobre o preço do gás”, lembrou, ressaltando que também foram autorizados aumentos para outros segmentos que usam gás natural: o setor industrial terá aumento de 6,99%, o comercial 20,83% e o gás veicular em 9,96%.

“O governador não tem constrangimento de aumentar o valor de serviços e itens essenciais. Ora, se estamos em crise, se o servidor não pode ter reajuste, nada mais justo que não reajustar produtos e serviços fundamentais. Já pedimos aqui sensibilidade do governador. Que ele enxergue o sofrimento do povo, mas acredito que vem sendo em vão”, lamentou o deputado.

Texto e foto: Ascom – deputado estadual Jutay Meneses

Eu repórter republicano

Quer ser um repórter republicano e ver sua matéria publicada no Portal PRB? É muito simples. A Agência PRB Nacional disponibiliza um contato direto para receber todo o conteúdo (textos e fotos). Anote aí o e-mail: pautas@prb10.org.br. Viu como é fácil? Agora é só participar e nos ajudar a manter esse canal sempre atualizado.

Reportar Erro