João Luiz ratifica postura contrária do Republicanos à “nova CPMF”

Em discurso na tribuna, na manhã de quarta-feira (11), o parlamentar classificou como “absurda” a criação de mais um tributo para a população

Publicado em 12/09/2019 - 00:00

João Luiz ratifica postura contrária do Republicanos à "nova CPMF"
Em discurso na tribuna, na manhã de quarta-feira (11), o parlamentar classificou como “absurda” a criação de mais um tributo para a população

Manaus (AM) – Líder do Republicanos na Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam), o deputado estadual João Luiz ratificou a postura contrária do partido em relação à “nova CPMF” (Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira) do Governo Federal.

Em discurso na tribuna, na manhã de quarta-feira (11), o parlamentar classificou como “absurda” a criação de mais um tributo para a população. “Nós, do Republicanos, repudiamos, veementemente, essa modalidade de tributação. Já houve uma manifestação contrária do partido na Câmara e, aqui, ratifico que somos contra a criação de mais um imposto para colocar nos ombros do povo, ou seja, mais um ônus para a população”, reforçou João Luiz.

Na avaliação do parlamentar, a população brasileira já arca com uma carga tributária gigante e não é justo colocar mais um fardo nas costas do povo. “Como se não bastasse o arrocho sofrido na previdência, agora o ministro Paulo Guedes (da Economia) quer impor mais essa forma de arrecadação. Tudo isso para pagar as despesas de uma máquina pública inchada”, ressaltou.

O republicano afirmou, ainda, está na hora de o Governo Federal apresentar, como contrapartida à sociedade brasileira, um projeto de ajuste administrativo, a fim de reduzir o custo público. “Não devemos deixar que, mais uma vez, essa conta recaia sobre o povo”, concluiu.

Tributo

A CPMF foi extinta em 2007, depois de uma grande campanha de empresários e setores da sociedade civil. No final de agosto, o ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou que a proposta da reforma tributária, que vem sendo estudada pelo governo, contempla um imposto sobre transações financeiras nos moldes da extinta CPMF, mas a recriação do tributo terá de passar por avaliação na Câmara dos Deputados.

Texto: Jeane Glay / Ascom – deputado estadual João Luiz
Foto: Mauro Smith

Eu repórter republicano

Quer ser um repórter republicano e ver sua matéria publicada no Portal Republicanos? É muito simples. A Agência Republicana de Comunicação (Arco) disponibiliza um contato direto para receber todo o conteúdo (textos e fotos). Anote aí o e-mail: pautas@republicanos10.org.br. Viu como é fácil? Agora é só participar e nos ajudar a manter esse canal sempre atualizado.

Reportar Erro