Jhonatan destaca Outubro Rosa e ações contra o câncer

Parlamentar elogia iniciativa mundial que promove conscientização para as mulheres

Publicado em 22/10/2012 - 00:00

Jhonatan destaca Outubro Rosa e ações contra o câncer
Parlamentar elogia iniciativa mundial que promove conscientização para as mulheres

Brasília (DF) – O deputado federal Jhonatan de Jesus (PRB-RR) destacou em seu discurso no plenário da Câmara a importância do evento Outubro Rosa, movimento mundial, que nasceu na Califórnia (EUA), em 1997, com o objetivo de conscientizar todas as mulheres, a partir dos 40 anos, sobre a necessidade de reservar um dia por ano para o exame de mamografia. “Apesar dos avanços tecnológicos e em função do diagnóstico tardio, o câncer ainda continua com altos índices de mortalidade. No Brasil, de acordo com o Instituto Nacional de Câncer (INCA), estima-se mais de 518 mil novos casos de câncer. Os mais incidentes serão: cânceres de pele não melanoma, próstata, pulmão, cólon e reto e estômago para o sexo masculino; melanoma, mama, colo do útero, cólon e reto e glândula tireoide para o sexo feminino”, lembrou Jhonatan.

O parlamentar também destacou que mais de 70% das despesas do SUS, segundo o Ministério da Saúde e o INCA, são consumidas com as doenças cardiovasculares e respiratórias, com o câncer e com o diabetes. Essas doenças também respondem por 67% das mortes registradas. “O câncer de mama, segundo tipo mais frequente no mundo, é o mais comum entre as mulheres, respondendo por 22% dos casos novos a cada ano. No Brasil, as taxas de mortalidade por câncer de mama continuam elevadas, muito provavelmente porque a doença é diagnosticada em estágios avançados. Para 2012, espera-se mais de 52 mil novos casos de câncer de mama, com um risco estimado de 52 casos a cada 100 mil mulheres”, afirmou.

O parlamentar republicano, que é médico-residente, frisou que algumas ações primárias de observação podem ser realizadas pelas próprias mulheres. “Inicialmente, elas devem atentar para os seguintes aspectos: o fator hereditário (ter mãe ou irmã que desenvolveu a doença), nunca ter engravidado ou tido a primeira gestação partir dos 30 anos e ter tido a primeira menstruação antes dos 11 anos e a última depois dos 55 anos. Quanto maior o tempo de exposição aos hormônios femininos, maiores as chances de desenvolver a doença”. 

Jhonatan avalia que iniciativas como Outubro Rosa ajudam no combate a doença. “Nas unidades de saúde da rede municipal, durante todo o mês de outubro, é possível fazer o agendamento grátis e sem fila de espera da mamografia, para identificar a presença de nódulos nas mamas. A relevância da detecção precoce reside em que 90% dos casos descobertos são curados”.

O parlamentar concluiu com um pedido seu discurso: “Apelo a todas as autoridades e agentes dos poderes públicos que contribuam para estancar o recrudescimento da doença e facilitem, em suas esferas, a validação de ações que visem a coibir o alastramento desse cancro terrível e que já fez desfalcar integrantes em diversas células mater sociais: a família“.

Texto: Paulo Gusmão – Liderança do PRB
Foto 1: Moreira Mariz. Foto 2: Douglas Gomes

Eu repórter republicano

Quer ser um repórter republicano e ver sua matéria publicada no Portal PRB? É muito simples. A Agência PRB Nacional disponibiliza um contato direto para receber todo o conteúdo (textos e fotos). Anote aí o e-mail: pautas@prb10.org.br. Viu como é fácil? Agora é só participar e nos ajudar a manter esse canal sempre atualizado.

Reportar Erro