Gilvan Máximo destaca importância da construção civil para a economia do DF

Durante o Estação Cerrado, secretário falou da necessidade da evolução tecnológica na área para garantir o desenvolvimento mais rápido e seguro

Publicado em 02/09/2019 - 00:00

Gilvan Máximo destaca importância da construção civil para a economia do DF
Durante o Estação Cerrado, secretário falou da necessidade da evolução tecnológica na área para garantir o desenvolvimento mais rápido e seguro

Brasília (DF) – O secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação do Distrito Federal, Gilvan Máximo (Republicanos-DF), participou, na quinta-feira (29), do Estação Cerrado, e destacou a importância do setor da construção civil para a economia e falou da necessidade da evolução tecnológica na área para garantir o desenvolvimento mais rápido e seguro. O evento foi promovido pela Fundação de Apoio à Pesquisa do Distrito Federal em parceria com a Secti. Na ocasião, foram ministradas palestras sobre o uso do Building Information Modelling (BIM) nas organizações públicas e privadas.

“A melhoria e otimização dos processos de planejamento e execução de obras por meio da adoção das tecnologias de BIM podem reduzir custos e aumentar receitas em curto espaço de tempo. Pode facilitar, inclusive, a vida dos contratantes de obras, em especial do setor público. A partir de 2021, a legislação federal exigirá a adoção dessas tecnologias por parte das empresas que buscam prestar serviços ao poder público”, enfatizou.

Gilvan Máximo frisou, ainda, a necessidade de mais especialistas sobre o assunto no mercado e adiantou que a Secti e a FAPDF estão lançando um projeto inovador para a melhoria dos processos e a utilização de novas tecnologias. “Precisamos incluir os desempregados que no DF são mais de 19%. Temos um longo caminho pela frente, mas estamos avançando aos poucos. A Secti, juntamente com a FAPDF, está lançando um projeto inovador na área de melhoria de processos, inserção de novas tecnologias nas empresas e qualificação tecnológica profissional. Tudo isso como estratégia integrada e que será implementada em parceria com as entidades representativas do setor produtivo. Faremos de Brasília a primeira cidade totalmente inteligente do Brasil e da América Latina”, afirmou o republicano.

O presidente da FADF, Alexandre Santos, também acredita na inovação como alternativa para enfrentar a crise e transformar a matriz de desenvolvimento do DF e do Brasil. “É muito importante o país ter um modelo de desenvolvimento de alto valor agregado se estamos vivendo um momento de crise nesse país, a solução passa por investir em ciência, tecnologia e inovação. Estamos aqui na casa de quem mais agrega valor ao PIB do DF, que é a casa da construção civil. Então, para a FAPDF, fomentar inovação é também e, principalmente, fomentar inovação nessa área. Queremos cada vez mais utilizar os recursos de fomento para o enfrentamento dos grandes desafios do DF. Estamos desenhando uma série de iniciativas de pesquisas, de fomento, laboratórios e equipamentos com recursos da CT&I para qualificar esse nosso ambiente de construção civil. Queremos ter o melhor espaço de produção de inovação na construção do Brasil aqui”, destacou.

Parceiros

Também foram parceiros o evento a Secretaria de Obras do DF, o Sindicato da Indústria da Construção Civil, o Conselho de Desenvolvimento Econômico, Sustentável e Estratégico, a Companhia Urbanizadora da Nova Capital do Brasil (Novacap), a Agência de Desenvolvimento do Distrito Federal (Terracap), o Departamento de Estradas de Rodagem (DER-DF) e a Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CICB).

Texto e foto: Ascom – SECTI

Eu repórter republicano

Quer ser um repórter republicano e ver sua matéria publicada no Portal Republicanos? É muito simples. A Agência Republicana de Comunicação (Arco) disponibiliza um contato direto para receber todo o conteúdo (textos e fotos). Anote aí o e-mail: pautas@republicanos10.org.br. Viu como é fácil? Agora é só participar e nos ajudar a manter esse canal sempre atualizado.

Reportar Erro