Deputado Sergio Peres visita Presídio Central de Porto Alegre

Republicano verificou estrutura e programas de ressocialização para detentos

Publicado em 08/02/2017 - 00:00

Deputado Sergio Peres visita Presídio Central de Porto Alegre
Republicano verificou estrutura e programas de ressocialização para detentos

 

Porto Alegre (RS) – O deputado estadual Sergio Peres (PRB-RS) visitou, na segunda-feira (6), o Presídio Central de Porto Alegre para conhecer a estrutura da unidade e os principais programas de ressocialização colocados em prática pela atual administração. O republicano é presidente da Comissão Especial para tratar da Função Social das Igrejas nos Presídios e Centros de Recuperação de Drogadição no Rio Grande do Sul (CEFSIP), do Poder Legislativo.

O deputado do PRB também conheceu as instalações da Unidade Básica de Saúde, que realiza 320 atendimentos médicos diários, contando também com gabinete odontológico e farmácia. Conferiu também o trabalho desenvolvido no local de atendimento psicossocial, conversou com detentos da Escola de Artes, por onde já passaram 800 participantes e visitou as salas de aula e a biblioteca do Núcleo Estadual de Educação de Jovens e Adultos (NEEJA), que atende 240 alunos de Ensino Médio e Fundamental.

sergio-peres-prb-visita-presidio-central-de-porto-alegre-foto-ascom-08-02-17-02“As visitas técnicas do colegiado buscam identificar a estrutura disponível para a assistência espiritual, que é um benefício assegurado por lei aos detentos. Nas audiências públicas, os debates serão voltados à busca de alternativas para diminuir os obstáculos à prática nas casas prisionais”, projeta Peres.

Um dos entraves encontrados para a viabilização do direito da assistência espiritual é a superlotação do Presídio Central de Porto Alegre. Com capacidade para 1.905 detentos, a casa prisional registra hoje uma população de 4.658 apenados. “É necessário considerar que há uma média de 1.280 visitas por dia, além de funcionários e fornecedores que circulam aqui diariamente. Imaginem uma cidade com sete mil habitantes, mas com sete hectares de área”, comparou o capitão Vinícios de Aguiar Ayres, chefe administrativo da instituição.

A assistência espiritual realizada por voluntários de igrejas de aproximadamente 20 denominações é realizada na capela ecumênica, na área de visitas e no pátio da prisão. De acordo com a administração do presídio, as famílias também participam de eventos realizados em parceria com as igrejas. “Nós conseguimos perceber a mudança de conduta do preso que faz uso da assistência espiritual. Nesse segmento identificamos uma diminuição considerável da reincidência no crime e a inserção das pessoas no mercado de trabalho quando saem daqui”, observa o diretor do presídio, tenente-coronel Marcelo Gayer Barboza.

Visitas

Na próxima sexta-feira (10), a partir das 10h, a assistência espiritual nos presídios e casas de recuperação de drogadição do Rio Grande do Sul será tema de debate em audiência pública no Plenarinho da Assembleia Legislativa. Uma nova visita técnica da CEFSIP está prevista para o dia 13 de fevereiro na Clínica São José, de Porto Alegre.

 

Texto: Karine Bertani / Ascom – deputado estadual Sergio Peres

Fotos: Cedidas

Eu repórter republicano

Quer ser um repórter republicano e ver sua matéria publicada no Portal PRB? É muito simples. A Agência PRB Nacional disponibiliza um contato direto para receber todo o conteúdo (textos e fotos). Anote aí o e-mail: pautas@prb10.org.br. Viu como é fácil? Agora é só participar e nos ajudar a manter esse canal sempre atualizado.

Reportar Erro