Crivella discute em Paris projetos de segurança e de melhoria urbana

Prefeito visitou a central de controle da polícia de Paris, onde conheceu as iniciativas mais modernas usadas pelas autoridades francesas em práticas de segurança pública

Publicado em 06/07/2017 - 00:00

Crivella discute em Paris projetos de segurança e de melhoria urbana
Prefeito visitou a central de controle da polícia de Paris, onde conheceu as iniciativas mais modernas usadas pelas autoridades francesas em práticas de segurança pública

Paris (França) – Uma cidade mais integrada e muito mais segura. Esse é um dos principais objetivos do prefeito Marcelo Crivella (PRB), em sua viagem a Paris, que começou nesta quarta-feira (5). Na próxima sexta-feira (7) à noite, ele voltará ao Rio. O prefeito visitou à tarde a central de controle da polícia de Paris, onde conheceu as iniciativas mais modernas usadas pelas autoridades francesas em práticas de segurança pública e controle de grandes eventos.

“Estamos tendo importantes reuniões e avançando para formar parcerias em diversas áreas: comércio, turismo, sustentabilidade, entre outras. A mais importante hoje foi, sem dúvida, no Centro de Controle da Polícia de Paris, onde tomei conhecimento de várias tecnologias e benfeitorias que pretendo implantar na nossa cidade”, escreveu Crivella em uma rede social.

O chefe do Estado Maior da Polícia, Nelson Bouard, controlador-geral na sala de comando do centro de controle, explicou que o trabalho tem duas grandes preocupações: ordem e segurança. Isso significa acompanhamento e intervenção em grandes eventos e manifestações, além de observação de riscos à segurança pública, principalmente devido a ameaças terroristas.

Atualmente, a Polícia de Paris tem duas mil câmeras à disposição, mas, até o final deste ano, pretende chegar a 4,5 mil, incorporando câmeras de transportes urbanos, de locais públicos e de grandes espaços, mesmo privados, como casas de shows e shopping centers.

Bouard contou que há quatro semanas foi implantado um novo sistema voltado especificamente para o turista (a França recebe cerca de 80 milhões visitantes por ano), com reforço de câmeras nas áreas mais visitadas. Acrescentou que estão em fase de teste ferramentas sensíveis que possibilitam a detecção facial e o rastreamento de comportamento anormal. Essa novidade está sendo testada em um shopping center em Paris.

O prefeito Crivella visitou os dois centros principais, na chefatura de polícia, mas existem outros 17 locais menores, onde o serviço de vigilância também é feito em áreas mais restritas. Em comparação ao Centro de Operações Rio (COR), o espaço é menor. O dimensionamento desses centros se deve a uma decisão operacional.

“Pode parecer pequeno, mas foi uma opção: deixar mais autonomia e tecnologia às instâncias inferiores, onde as câmeras são pilotadas pelos comissários nos distritos. Nós supervisionamos tudo o que é importante e assumimos o comando em uma crise maior”, explicou Bouard.

Na hora do almoço, o prefeito se encontrou com representantes da Envie, multinacional francesa que atua no Brasil, principalmente na área de energia, mas que também desenvolve projetos de “smart cities”. Um dos projetos discutidos foi a troca da iluminação pública por lâmpadas mais baratas e eficientes, com integração de wi-fi e de câmeras de segurança.

Projeto urbanístico

Pela manhã, o prefeito esteve na APUR (a agência de planejamento urbano de Paris), uma ONG sem fins lucrativos que desenvolveu diversos projetos no Rio, incluindo estudos para o Porto Maravilha. Crivella se reuniu com a diretora-geral da APUR, Dominique Alba, e o gerente de Estudos Urbanísticos, Olivier Richard, para discutir projetos de revitalização de praças cariocas. O APUR se comprometeu a indicar quais trabalhos irá desenvolver.

Ainda nesta manhã, também estava previsto um encontro de Crivella com a prefeita de Paris, Anne Hidalgo, que está a frente do C40. No entanto, ela foi chamada pelo presidente Emmanuel Macron para participar das cerimônias fúnebres da escritora e ativista Simone Veil.

No final da tarde, o prefeito assinou uma séria de documentos de cooperação com a prefeitura de Paris, que inclui a criação de um grupo bilateral. O acordo foi firmado com o vice-prefeito, Patrick Klugman, encarregado de relações internacionais.

Nesta quinta-feira, entre outros compromissos, o prefeito deve se encontrar com o diretor estratégico de Parcerias e de Comunicação da Agência Francesa de Desenvolvimento, Philippe Orliange, e com o diretor-geral da Câmara de Comércio Internacional (ICC), Anthony Parkes, e outros dirigentes da ICC.

Texto e foto: Ascom – prefeitura do Rio de Janeiro

Eu repórter republicano

Quer ser um repórter republicano e ver sua matéria publicada no Portal PRB? É muito simples. A Agência PRB Nacional disponibiliza um contato direto para receber todo o conteúdo (textos e fotos). Anote aí o e-mail: [email protected]. Viu como é fácil? Agora é só participar e nos ajudar a manter esse canal sempre atualizado.

Reportar Erro
Send this to a friend