Carlos Gomes defende que União repasse 10% da receita bruta para a saúde

Republicano participou de ato público na Câmara promovido pela Confederação das Santas Casas e Hospitais e Entidades Filantrópicas.

Publicado em 07/08/2015 - 00:00

Carlos Gomes defende que União repasse 10% da receita bruta para a saúde
Carlos Gomes cobrou dos parlamentares para que sejam mais incisivos ao proporem à União um percentual obrigatório de liberação de verbas para a saúde

Brasília (DF) – Durante ato público na Câmara promovido pela Confederação das Santas Casas e Hospitais e Entidades Filantrópicas (CMB), na última terça-feira (04), o deputado federal Carlos Gomes (PRB-RS) defendeu a destinação de pelo menos 10% da receita corrente bruta da União para a saúde. O movimento teve como objetivo solicitar melhores condições financeiras para que as Santas Casas e Entidades Filantrópicas possam atuar.

carlos-gomes-prb-recursos-da-uniao-para-a-saude-foto-jorge-fuentes-07-08-15-02“Não dá mais para esperar pela boa vontade dos governos. Neste ano, por exemplo, o corte para o setor chegou a quase R$ 12 bilhões. No Rio Grande do Sul, leitos estão sendo fechados, atendimentos reduzidos e quem paga a conta é a população que fica sem o serviço”, apontou Carlos Gomes ao cobrar que os parlamentares sejam mais incisivos ao proporem à União um percentual obrigatório de liberação de verbas para a saúde.

O presidente da CMB, Edson Rogatti, assinalou que os hospitais filantrópicos atendem mais de 50% dos pacientes que procuram o Sistema Único de Saúde (SUS) e que por isso o governo deveria dar mais atenção a essas instituições. “Se nós somos parceiros teríamos que ter um atendimento diferente, mas infelizmente não temos. Nós precisamos receber aquilo que custa [atender a população] e é isso que queremos”, disse.

O representante do Movimento Nacional das Santas Casas e Hospitais Filantrópicos, Júlio Dornelles, alertou que até o final do ano, a dívida das instituições deverá ser superior a R$ 22 bilhões. “É preciso atualizar a tabela do Sistema Único de Saúde, que apresenta um déficit médio de 65% entre os custos e as receitas com os procedimentos realizados”, disse.

Texto: Jorge Fuentes / Ascom – deputado federal Carlos Gomes, com informações da Agência Câmara
Foto 01: Luiz Macedo / Ag. Câmara – Foto 02: Ascom

 

Eu repórter republicano

Quer ser um repórter republicano e ver sua matéria publicada no Portal PRB? É muito simples. A Agência PRB Nacional disponibiliza um contato direto para receber todo o conteúdo (textos e fotos). Anote aí o e-mail: [email protected]. Viu como é fácil? Agora é só participar e nos ajudar a manter esse canal sempre atualizado.

Reportar Erro
Send this to a friend