Carlos Alberto homenageia o Dia do Marinheiro durante Sessão Especial

A Marinha atua no Amazonas levando às comunidades ribeirinhas serviços médicos, odontológicos e entrega de remédios

Publicado em 19/12/2015 - 00:00

Carlos Alberto homenageia o Dia do Marinheiro durante Sessão Especial
A Marinha atua no Amazonas com nove navios, sendo cinco responsáveis pelo patrulhamento e segurança da navegação no Estado e quatro de assistência hospitalar

Manaus (AM) – O Dia do Marinheiro foi lembrado, nesta quinta-feira (17), em Sessão Especial promovida pela Assembleia Legislativa do Amazonas por iniciativa do deputado estadual Carlos Alberto (PRB-AM). O presidente da Casa, Josué Neto, comandou os trabalhos que ainda contou com a presença do Vice-Almirante, Wagner Zamith, comandante do 9º Distrito Naval, além de outras autoridades militares e civis. “O Dia do Marinheiro é comemorado no dia 13 de dezembro, em homenagem a data de nascimento do Almirante Tamandaré, que por seu notório exemplo de civismo, vocação militar e bravura pessoal mostrou seu amor à nação e tornou-se a verdadeira glória para a Marinha e grandeza para o Brasil”, declarou o republicano.

Carlos Alberto homenageia o Dia do Marinheiro durante Sessão EspecialAinda em seu discurso, Carlos Alberto reafirmou que para ser um militar é necessário que o profissional seja corajoso e tenha interesse em servir seu país. “Exercer tal função é sem dúvida se destacar pela responsabilidade, força de vontade, força física e instinto de sobrevivência”, lembrou. “E hoje, esta Casa Legislativa traz à lembrança de tão importante data para essa instituição: data que foi instituída em 4 setembro de 1925 fazendo absoluta justiça àqueles que, com bravura, renúncias, prestam relevante serviços à nação, homens e mulheres cujo espírito solidário trabalham na defesa da nossa terra”, completou.

Para o Almirante Wagner Zamith, a homenagem aos marinheiros é, na verdade, a celebração aos profissionais que se dedicam à pátria e, por longos dias se ausentam de suas casas e famílias em missões que cortam os rios da Amazônia. “Desde os tempos do Império, a Marinha se estabeleceu na Amazônia Ocidental e foi responsável pela primeira viagem de um navio à vapor a cruzar as águas deste Estado, em 1874”, contou o militar.

Atualmente, a Marinha atua no Amazonas com nove navios, sendo cinco responsáveis pelo patrulhamento e segurança da navegação no Estado e quatro de assistência hospitalar – levando às comunidades ribeirinhas serviços médicos, odontológicos e entrega de remédios.

Fonte e foto: Ascom – deputado estadual Carlos Alberto

Eu repórter republicano

Quer ser um repórter republicano e ver sua matéria publicada no Portal PRB? É muito simples. A Agência PRB Nacional disponibiliza um contato direto para receber todo o conteúdo (textos e fotos). Anote aí o e-mail: pautas@prb10.org.br. Viu como é fácil? Agora é só participar e nos ajudar a manter esse canal sempre atualizado.

Reportar Erro