Bulhões: “Mensalão no STF é caso de Justiça e não vingança”

Líder do PRB defende julgamento técnico e fala da importância da decisão

Publicado em 20/07/2012 - 00:00

Bulhões: "Mensalão no STF é caso de Justiça e não vingança"
Líder do PRB defende julgamento técnico e fala da importância da decisão

Brasília (DF) – líder do Partido Republicano Brasileiro na Câmara, deputado Antônio Bulhões (SP), defendeu, em pronunciamento na Casa, o julgamento especificamente técnico dos envolvidos no chamado “Escândalo do Mensalão”. E lembrou: “O juiz deve ser imparcial em relação às pessoas, mas não à lei”.

Bulhões destacou que a vítima no caso em julgamento foi a própria sociedade brasileira, “Por isso é de se esperar que um sentimento natural de vingança anime o povo que ainda crê nos valores tradicionais do trabalho duro e persistente para alcançar o progresso”, acrescentando: “Cabe lembrar que não estamos mais na fase do olho por olho, dente por dente, e que temos as instituições políticas para recompensar a nossa necessidade quase biológica de justiça”.

O parlamentar acredita que sobre a cabeça de cada um dos juízes do Supremo há uma “Espada de Dâmocles”. “Eles terão sobre si não somente a obrigação de aplicar o direito, mas de transmitir para a sociedade que a fé nas instituições deve prevalecer”.  Segundo Bulhões, o julgamento do STF, além de fundamentar as decisões em aspectos técnicos do Direito, poderá trazer para a sociedade o reviver de valores cívicos “que devem orientar uma sociedade rumo ao progresso seguro”.

Além de prever que a decisão do Supremo não afetará somente as partes envolvidas na ação, Bulhões ainda vê uma oportunidade de reforçar os valores éticos que ajudam a manter a confiança nas instituições. “Seja qual for o resultado do julgamento, a decisão deverá demonstrar verossimilhança entre os fatos do suposto mensalão e a sentença proferida”, argumenta.

O líder do PRB concluiu reiterando que o julgamento não está restrito somente às partes, mas “envolve toda a sociedade porque ira transmitir, como uma inflexão na história do Brasil, se ela pode ou não confiar nela própria e nas instituições”.  

Por Paulo Gusmão – Liderança do PRB na Câmara
Foto: Douglas Gomes

Eu repórter republicano

Quer ser um repórter republicano e ver sua matéria publicada no Portal PRB? É muito simples. A Agência PRB Nacional disponibiliza um contato direto para receber todo o conteúdo (textos e fotos). Anote aí o e-mail: pautas@prb10.org.br. Viu como é fácil? Agora é só participar e nos ajudar a manter esse canal sempre atualizado.

Reportar Erro