Benedito Alves defende veiculação de mensagens educativas contra falsas ocorrências

Norma está prevista no Projeto de Lei n° 1. 978 que está em tramitação na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro

Publicado em 08/04/2017 - 00:00

benedito-alves-prb-defende-veiculacao-de-mensagens-educativas-contra-falsas-ocorrencias-foto-cedida-06-04-17
Norma está prevista no Projeto de Lei n° 1. 978 que está em tramitação na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro

Rio de Janeiro (RJ) – O trote telefônico tem causado diversos tipos de transtornos para o Corpo de Bombeiros, serviço de atendimento médico de emergência (Samu) e Polícias Militar e Civil no Estado do Rio de Janeiro. As desagradáveis chamadas são frequentes por serem gratuitas. No entanto, a ligação que é definida como falsa ocorrência, causa prejuízos à população por desviar o destino de uma emergência, colocando em risco a vida de quem realmente precisa do serviço.

Consciente da necessidade de medidas efetivas para mudar essa triste realidade, o deputado estadual Benedito Alves (PRB-RJ) protocolou na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro o Projeto de Lei n° 1. 978, que dispõe sobre a obrigatoriedade de veiculação de mensagens educativas e de conscientização ao combate a trotes telefônicos para o Centro de Operações Emergenciais.

Para o parlamentar, é de extrema importância o trabalho de conscientização contra essa cultura dos trotes que acontece em todos os estados do país: “Este projeto tem a finalidade de transmitir mensagens educativas contra as falsas ocorrências telefônicas, sendo inaceitáveis tais ligações. Os prejuízos públicos são incalculáveis em números de vidas e de dinheiro, porque, em uma ocorrência, qualquer minuto é valioso”, afirmou o deputado.

Texto: Mônica Soares / Ascom – PRB Rio de Janeiro
Foto: Cedida

Eu repórter republicano

Quer ser um repórter republicano e ver sua matéria publicada no Portal PRB? É muito simples. A Agência PRB Nacional disponibiliza um contato direto para receber todo o conteúdo (textos e fotos). Anote aí o e-mail: pautas@prb10.org.br. Viu como é fácil? Agora é só participar e nos ajudar a manter esse canal sempre atualizado.

Reportar Erro