Aprovado relatório de Marinho ao acordo educacional entre Brasil e Angola

De acordo com Marinho, o compromisso principal é fomentar as relações educacionais entre os países para contribuir com o desenvolvimento do ensino superior

Publicado em 10/11/2016 - 00:00

Aprovado relatório de Marinho ao acordo educacional entre Brasil e Angola
“Como presidente do Grupo Parlamentar de Amizade Brasil-Angola, me sinto honrado em participar dessa grande conquista para ambas nações”, disse o republicano

Brasília (DF) – A Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional (CREDN) da Câmara dos Deputados aprovou na manhã desta quarta-feira (9) o relatório do deputado Márcio Marinho (PRB-BA) à Mensagem 457/2016, do Poder Executivo, que trata do Acordo de Cooperação entre Brasil e Angola no domínio do ensino superior e na formação de quadros profissionais.

De acordo com Marinho, o compromisso principal é fomentar as relações educacionais entre os países para contribuir com o desenvolvimento do ensino superior. “Como presidente do Grupo Parlamentar de Amizade Brasil-Angola, me sinto honrado em participar dessa grande conquista para ambas nações. Essa cooperação poderá concretizar o intercâmbio de estudantes, professores e pesquisadores, além de programas e projetos desenvolvidos pelos ministérios de Educação de ambas os países, incluindo programas de bolsas de estudos oferecidos de acordo com as legislações internas”, explicou.

Marinho lembrou também que a assinatura do referido Acordo está em consonância com a promoção do desenvolvimento por meio do estímulo à educação de qualidade, da promoção da língua portuguesa, e da aproximação entre os países em desenvolvimento, em especial no continente africano – prioridade da política externa do Brasil.

Texto: Mônica Donato / Ascom – Liderança do PRB
Foto: Douglas Gomes

 

Eu repórter republicano

Quer ser um repórter republicano e ver sua matéria publicada no Portal PRB? É muito simples. A Agência PRB Nacional disponibiliza um contato direto para receber todo o conteúdo (textos e fotos). Anote aí o e-mail: [email protected]. Viu como é fácil? Agora é só participar e nos ajudar a manter esse canal sempre atualizado.

Reportar Erro
Send this to a friend