Antonio Vaz pede mais empenho do estado na Atenção Básica à Saúde de MS

Antonio Vaz pede mais empenho do estado na Atenção Básica à Saúde de MS

Deputado republicano participou de audiência pública com a secretária de Saúde do Mato Grosso do Sul e reivindicou mais investimentos para o enfrentamento a doenças endêmicas

Publicado em 29/05/2019 - 00:00

Antonio Vaz pede mais empenho do estado na Atenção Básica à Saúde de MS
Deputado republicano participou de audiência pública com a secretária de Saúde do Mato Grosso do Sul e reivindicou mais investimentos para o enfrentamento a doenças endêmicas

Campo Grande (MS) – O enfrentamento a doenças endêmicas como a zika e dengue, cujo combate está na rede pública de Atenção Básica, é uma grande preocupação do deputado estadual Antônio Vaz (PRB-MS), presidente da Comissão Permanente de Saúde da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul.  

Durante a apresentação do relatório de gestão da Secretaria de Saúde de Mato Grosso do Sul, na audiência pública que aconteceu na última segunda-feira (27), o deputado manifestou preocupação com a capacidade da rede estadual para enfrentar o surto das doenças. “Estamos presenciando o agravamento da resposta do estado para enfrentar doenças que acontecem constantemente, como a dengue. Sabemos que todo o setor de saúde está enfrentando dificuldades para o custeio, mas precisamos ficar de olho na melhoria da gestão”, justificou Vaz.

Os números apresentados no relatório de gestão, referente aos últimos quatro meses, mostram que foram liquidados cerca de R$ 415 milhões e pagos R$ 344 milhões – 27,37% com pagamento de pessoal e 26,24% com encargos sociais e repasses obrigatórios para os municípios. “Depois de pagar outras despesas, sobrou apenas 0,38% para investimentos no setor, que é o que poderia fazer ampliar a rede de saúde”, ressaltou Antonio Vaz.

A médica Cristine Gonçalves, secretária adjunta da Secretaria de Saúde de Mato Grosso do Sul, respondeu às perguntas do deputado e falou do Plano Estadual de Saúde (PES), principal instrumento para metas e objetivos a serem alcançadas no período de quatro anos. “No último PES (2016-2019), a descentralização do setor, fortalecendo a rede nos municípios e a organização do atendimento na Atenção Básica, foram principais diretrizes definidas como metas. A prioridade com a Atenção Básica é nosso objetivo. É lá que estão as principais ações de combate e enfrentamento às doenças arbovirais (doenças causadas pelos chamados arbovírus, que incluem o vírus da dengue, zika, etc, e ainda transmitidos por artrópodes, ou seja, insetos e aracnídeos como aranhas) e neste sentido, o engajamento da população na prevenção é fundamental”, explicou a secretária.

Antônio Vaz também falou sobre o número de pacientes em fila de espera no estado para cirurgias eletivas, principalmente ortopédicas e neurológicas e a falta de acesso a exames complementares.

Texto e fotos: Ascom – deputado estadual Antonio Vaz
Edição: Agência PRB Nacional

Eu repórter republicano

Quer ser um repórter republicano e ver sua matéria publicada no Portal PRB? É muito simples. A Agência PRB Nacional disponibiliza um contato direto para receber todo o conteúdo (textos e fotos). Anote aí o e-mail: pautas@prb10.org.br. Viu como é fácil? Agora é só participar e nos ajudar a manter esse canal sempre atualizado.

Reportar Erro