Adilton Sachetti prepara projeto de inclusão social para apresentar ao Senado

A proposta é gerar trabalho e renda nos pequenos e médios municípios como fator de inclusão social no interior do Brasil

Publicado em 29/08/2018 - 00:00

A proposta é gerar trabalho e renda nos pequenos e médios municípios como fator de inclusão social no interior do Brasil

Cuiabá (MT) – Assegurar dignidade a milhares de famílias que vivem sem a certeza do que o futuro lhes reserva faz parte do bojo de um dos projetos de lei em fase de estudo pelo candidato ao Senado pelo PRB, deputado federal Adilton Sachetti. A proposta é gerar trabalho e renda nos pequenos e médios municípios como fator de inclusão social no interior do Brasil.

A partir da sua própria experiência, que tem em comum com os demais a vontade de vencer com trabalho, Adilton Sachetti deseja apresentar projeto de lei no Senado em que possa facilitar a vida de quem está há tempos fora do mercado formal – aquele com Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS) assinada. “É indispensável olhar com carinho para o gigantesco número de desempregados no Brasil, que na verdade é assustador. Por isso, um dos temas que mais preocupa a opinião pública e aos governantes é: o que fazer para gerar empregos no Brasil?”, argumentou Sachetti.

Ao lado do candidato a governador, senador Wellington Fagundes (PR), Adilton foi aplaudido por milhares de pessoas durante o lançamento das candidaturas da coligação “A Força da União”, no comitê Governador 22, na Avenida Carmindo de Campos, na região Leste de Cuiabá, na noite desta terça-feira (28).

Sachetti anunciou o projeto ao lado do candidato a governador, Wellington Fagundes (PR), em evento na capital Cuiabá

“Estamos debatendo com os eleitores, economistas, sociólogos e cientistas políticos, além de empresários e trabalhadores, em busca de respostas objetivas. Para gerar emprego no Brasil, em primeiro lugar, é preciso acabar com a bravata irresponsável e o discurso incompetente. É preciso até mesmo proibir que se engane as pessoas numa questão tão dramática”, complementou o candidato ao Senado.

Caso o projeto fique pronto a tempo de apresentação no primeiro semestre de 2019, milhões de empregos podem ser gerados. “Antes de ter uma fórmula de geração de emprego é prioritário um diagnóstico correto, objetivo e desapaixonado da situação crítica que leva ao desemprego. Por força de sua vida geralmente precária ou nenhuma escolarização, muitos desempregados, em princípio, já não têm alternativas, a não ser a melancólica inserção em programas sociais”, justificou Adilton, que começou a vida em Mato Grosso como arquiteto urbanista. É dele o projeto de construção do município de Sapezal, no médio-norte do estado.

Texto e fotos: Ascom – deputado federal Adilton Sachetti
Edição: Agência PRB Nacional

Eu repórter republicano

Quer ser um repórter republicano e ver sua matéria publicada no Portal PRB? É muito simples. A Agência PRB Nacional disponibiliza um contato direto para receber todo o conteúdo (textos e fotos). Anote aí o e-mail: pautas@prb10.org.br. Viu como é fácil? Agora é só participar e nos ajudar a manter esse canal sempre atualizado.

Reportar Erro