“A valorização do idoso é o desafio mais urgente do Congresso Nacional”, avalia Bulhões

Na avaliação do republicano, é fundamental que a Câmara dos Deputados faça essa reflexão, já que a Casa se prepara para discutir a matéria

Publicado em 05/10/2016 - 00:00

“A valorização do idoso é o desafio mais urgente do Congresso Nacional”, avalia Bulhões
“O respeito ao precursor é, em ampla medida, motivado pelo reconhecimento de seu trabalho na construção do mundo em que se vive”, lembra o deputado

Brasília (DF) – “O mundo evoluiu e a concepção de velhice precisa acompanhá-lo. Hoje, a pessoa com idade avançada pode não apenas executar inúmeras das atividades que realizava na juventude, como fazer até melhor do que quando era jovem, graças à sabedoria conquistada ao longo da vida”. A afirmação é do deputado Antonio Bulhões (PRB-SP) em alusão ao Dia Internacional dos Idosos, comemorado no último sábado (1º).

Na avaliação do republicano, é fundamental que a Câmara dos Deputados faça essa reflexão, já que a Casa se prepara para discutir a matéria. “Política públicas de previdência social não são desconectadas das demais. Se lograrmos estabelecer um ordenamento jurídico capaz de gerar condições de trabalho adequadas para que os idosos se mantenham trabalhando estimulados e com salubridade, a atividade econômica deste país poderá ser muito desenvolvida”, alerta Bulhões.

De acordo com relatório da Organização Mundial de Saúde (OMS), o Brasil tem cerca de 13% de sua população acima de 60 anos, número com crescimento esperado para 30% até 2050. “No Extremo Oriente, por exemplo, é muito comum que os agradecimentos religiosos homenageiem os antepassados, e a aura que os envolve raramente é a de juventude. O respeito ao precursor é, em ampla medida, motivado pelo reconhecimento de seu trabalho na construção do mundo em que se vive”, lembra o deputado.

Segundo Bulhões, há inúmeros exemplos – que, inclusive, não param de se multiplicar –, de casos inspiradores de idosos altamente produtivos. “Há fortes indícios de que pessoas que conseguem manter a vida saudável e praticam atividades intelectualmente estimulantes chegam à idade avançada com perspicácia mental muito propícia para a realização de diversos trabalhos. Parece natural que o modo como enxergamos o idoso precisa mudar”, acrescentou.

Texto: Mônica Donato / Ascom – Liderança do PRB
Foto: Douglas Gomes

 

Eu repórter republicano

Quer ser um repórter republicano e ver sua matéria publicada no Portal PRB? É muito simples. A Agência PRB Nacional disponibiliza um contato direto para receber todo o conteúdo (textos e fotos). Anote aí o e-mail: pautas@prb10.org.br. Viu como é fácil? Agora é só participar e nos ajudar a manter esse canal sempre atualizado.

Reportar Erro
Send this to a friend