Projeto “Política pra quê?” chega à escola pública do DF

Iniciativa da FRB atendeu 500 alunos de ensino fundamental na região administrativa do Riacho Fundo II

Publicado em 31/05/2017 - 00:00

Brasília (DF) – A Fundação Republicana Brasileira (FRB) realizou a primeira edição do projeto “Política pra quê?” em uma escola da rede pública da região administrativa do Riacho Fundo II. A iniciativa ocorreu em parceria com a Regional de Ensino local. A escola a receber o serviço foi o Centro de Ensino Fundamental 02, onde aproximadamente 500 alunos assistiram à palestra ministrada pelo especialista em Direito Eleitoral Paulo Fernando Vasconcelos.

O palestrante iniciou sua apresentação com uma mensagem de conscientização aos estudantes. “Vocês devem estar se perguntando: ‘política, pra quê esse tema aqui na escola?’ É de extrema importância vocês saberem escolher seus líderes. Quando precisam eleger um representante de turma, vocês avaliam se é uma pessoa comprometida, se tem um bom relacionamento com os colegas e professores, se não falta aula. É preciso saber se quem vai representá-los pensa no futuro da classe e como planeja contribuir”, exemplificou.

A diretora Suzimara Oliveira declarou que a palestra foi de grande valia. “Gostamos muito do conteúdo abordado. Os alunos puderam participar e tirar dúvidas importantes. Foi bem produtivo e, ao final, eles vieram dizer que gostaram bastante da apresentação. A FRB está de parabéns e poderia trazer outros projetos para as escolas da nossa cidade”, disse.

Saiba mais sobre o projeto “Política pra quê?”

O objetivo é promover um debate democrático para os jovens abordando os processos políticos de maneira mais acessível e descontraída. O intuito é ouvir os estudantes e provocar neles um desejo de participação, além de conscientizá-los sobre a necessidade de se envolver nas decisões. A FRB já tem uma programação para atender diversas escolas no Distrito Federal. Para solicitar a palestra em sua escola, entre em contato pelo telefone (61) 3321-1112.

Texto: Eulla Carvalho / Ascom – FRB
Foto: Carlos Gonzaga / Ascom – FRB

Reportar Erro