Novas regras para seguros de carros entram em vigor; veja o que muda

Mudanças beneficiarão motoristas de aplicativos, permitirão seguros personalizados e mais baratos

Publicado em 15/09/2021 - 09:30

Brasília (DF) – Com as novas regras para seguros de carros em vigor (1º/9),  veja o que muda. O primeiro pontoe é que ao optar por contratar um seguro de automóvel, este poderá ficar mais barato e personalizado de acordo com o interesse do usuário.

As mudanças implementadas pela Superintendência de Seguros Privados (Susep) vão permitir ao consumidor contratar uma apólice parcial. Ou seja, um seguro que cobre apenas a parte dianteira do veículo, os retrovisores ou os vidros, e não todo o automóvel.

Segundo a Susep, a medida visa simplificar o seguro no país e aumentar o acesso, promovendo o desenvolvimento do mercado. O seguro auto é uma das principais modalidades do país, responsável pela arrecadação de R$ 17,43 bilhões em prêmios no primeiro semestre do ano. No entanto, dados do Denatran e da Susep indicam que apenas 16% da frota de veículos no Brasil tinha cobertura de seguros em 2019, número que chega a pouco mais de 33% se considerados apenas veículos com até 10 anos de fabricação.

O cliente também pode optar por excluir alguns serviços. Será possível optar por uma cobertura para roubo ou furto e excluir o seguro para casos de acidente do pacote, por exemplo. Além disso, a apólice agora pode estar vinculada à pessoa física, e não ao veículo, beneficiando motoristas de aplicativo que usam carros alugados. As seguradoras têm até 180 dias para se adaptarem às mudanças.

Outra novidade será a cobertura parcial do valor do carro. Caso o veículo seja roubado ou sofrer perda total, o segurado pode optar por receber apenas metade do valor integral, por exemplo. Essa modalidade também diminuirá o valor da apólice consideravelmente.

Por segurança e para não se surpreender na hora que precisar acionar seu seguro, a recomendação de especialistas é de que o consumidor deve ficar sempre atento na hora de assinar o contrato.

Para saber os motivos que levaram a autarquia a adotar as novas medidas, acesse AQUI.

 

Texto: Agência Republicana de Comunicação – ARCO, com informações da Susep
Foto: Pixabay

Reportar Erro
Send this to a friend